Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Israel vai legalizar assentamento selvagem após morte de rabino - Jornal Brasil em Folhas
Israel vai legalizar assentamento selvagem após morte de rabino


O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou neste domingo (4) a aprovação retroativa de um assentamento selvagem na Cisjordânia ocupada em resposta ao assassinato no mês passado de um rabino israelense.

O governo vai regularizar o status do (assentamento de) Havat Gilad para permitir a continuação de uma vida normal, disse ele na abertura de seu conselho de ministros.

A moção na agenda da reunião prevê a designação da colônia fundada em 2002 como uma nova comunidade dotada de licenças de construção e um orçamento público, de acordo com o programa oficial.

Havat Gilad é o lar de quarenta famílias.

Em 9 de janeiro, o rabino Raziel Sheva, de 35 anos, foi morto perto de Havat Gilad, onde morava. Na semana seguinte, o exército israelense matou um suspeito palestino em Jenin, na zona oeste da Cisjordânia ocupada, cerca de 35 km ao norte de Havat Gilad.

Durante o funeral do rabino Sheva, pedidos de vingança foram feitos durante o discurso do ministro da Educação, Naftali Bennett, membro do partido religioso nacionalista Lar Judeu.

Bennett respondeu afirmando que a única vingança deveria ser a construção de mais assentamentos.

Os assentamentos israelenses são considerados ilegais sob o direito internacional e um grande obstáculo para a paz. Eles são construídos nas terras que os palestinos consideram parte do Estado que aspiram.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212