Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Operação Lei Seca terá reforço no período de carnaval do Rio - Jornal Brasil em Folhas
Operação Lei Seca terá reforço no período de carnaval do Rio


O governo do Rio de Janeiro anunciou hoje (6) que vai reforçar as ações de fiscalização e conscientização no âmbito da Operação Lei Seca durante o carnaval. Segundo a nota do governo do estado, o esquema especial, que será iniciado na sexta-feira (9) e vai até a terça-feira seguinte (13), contará com todo o efetivo nas ruas.

As informações indicam que 250 agentes estarão envolvidos nas cerca de 70 ações de fiscalização que ocorrerão ao longo dos seis dias de reforço da operação, inclusive durante o dia, nas saídas dos blocos de rua, das praias e cachoeiras do estado. As operações serão realizadas na capital, na região metropolitana e no interior fluminense.

“Um grupo de homens balão, uma espécie de fantasia em alusão ao balão utilizado nas blitzes da Lei Seca, estará nos blocos de rua com maior concentração de pessoas, como a Banda de Ipanema que saíra pelas ruas de Ipanema no sábado de carnaval (10); o Simpatia é Quase Amor, que sairá no dia seguinte (dia 11), também pelas ruas de Ipanema; o AfroReggae, que sairá na segunda-feira (12); e a Orquestra Voadora que desfilará no último dia de Carnaval.

A intenção dos responsáveis pela Operação Lei Seca é intensificar as ações de educação nas ruas para alertar sobre o perigo da mistura entre álcool e direção. Na nota, o coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marcos Andrade, avisa aos motoristas que, além das blitz de fiscalização, já conhecidas pelos motoristas, os agentes vão intensificar as ações educativas.

“Este ano, teremos a presença dos homens balão, que são um grande sucesso no carnaval, para reforçar a mensagem que a Operação Lei Seca não se cansa de repetir: nunca dirija depois de beber!”, afirjmou.

Anos anteriores

As informações do governo do Rio indicam que, no ano passado, a Operação Lei Seca abordou no período de Carnaval 5.747 motoristas, que resultaram na detecção de sinal de embriaguez em 451 motoristas, representando 7,8% do número total.

“Este ano, ficaremos mais horas nas ruas do estado do Rio de Janeiro. Vamos atuar de dia e de noite. O nosso objetivo é proporcionar mais segurança ao folião na volta para casa – reforçou o tenente-coronel Marcos Andrade.

A Lei Seca do Rio é uma campanha educativa e de fiscalização lançada em março de 2009 pela Secretaria de Governo. Desde então, foram executadas mais de 19 mil operações com 2,7 milhões de motoristas abordados, dos quais mais de 180 mil estavam em situação de alcoolemia. Neste período, foram multados 510 mil motoristas, 99,1 mil veículos foram rebocados e 171,5 mil carteiras foram recolhidas.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212