Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Veja cinco coisas relevantes sobre os projetos espaciais de Elon Musk - Jornal Brasil em Folhas
Veja cinco coisas relevantes sobre os projetos espaciais de Elon Musk


O fundador e presidente executivo da SpaceX, Elon Musk, planeja lançar nesta terça-feira (6) seu próprio Tesla Roadster a bordo do foguete em operação mais poderoso do mundo, o Falcon Heavy, ao som da música Space Oddity, de David Bowie.

Confira alguns dos outros projetos espaciais que Musk tem desenvolvido nos últimos anos.

- Foguetes reutilizáveis -

Para reduzir os custos dos voos espaciais, Musk se concentrou em construir foguetes reutilizáveis como os aviões comerciais, ao invés de se desfazer dos milionários componentes depois de cada lançamento.

Depois de alguns acidentes e desventuras, a SpaceX aperfeiçoou a técnica para ativar os motores dos propulsores, manobrar os estabilizadores e pousar cuidadosamente o primeiro estágio (o mais longo) dos foguetes em terra e em plataformas marinhas.

Musk não foi o único a fazer isso. A Blue Origin, companhia de foguetes rival da SpaceX, dirigida por Jeff Bezos, presidente da Amazon, também conseguiu pousar seus foguetes de um modo similar.

Mas ninguém fez isso tantas vezes como a SpaceX, que conseguiu pousar 21 vezes seus Falcon 9.

- Colonizar Marte -

Musk quer que os humanos sejam uma espécie interplanetária, estabelecendo uma colônia de pessoas em Marte.

Viajando em foguetes reutilizáveis e em naves - ainda em desenvolvimento - até cem pessoas poderiam ser transportadas por vez ao planeta vermelho.

A ideia é levar um milhão de pessoas a Marte no próximo século. Os voos de teste podem começar na próxima década e o custo para desenvolver o foguete e a nave espacial é estimada em 10 bilhões de dólares.

- BFR -

É o código do foguete que transportará pessoas a Marte. Musk disse, não se sabe se de brincadeira ou não, que a sigla significa Big Fucking Rocket (Grande foguete fod*). No entanto, o site especializado Spacenews.com afirma que seu nome oficial é Big Falcon Rocket.

O objetivo é ter um único foguete propulsor e nave espacial que substitua três projetos emblemáticos do SpaceX: o Falcon 9, que impulsiona a cápsula Dragon para abastecer a Estação Espacial Internacional, a própria cápsula e o Falcon Heavy.

O BFR teria 106 metros de altura, com um empuxo de 10,8 milhões de libras, razão pela qual seria o foguete mais poderoso já construído, à frente do Saturn V (7,9 milhões) que enviou astronautas à Lua na década de 1970.

O primeiro teste poderá acontecer no começo de 2019 e as provas orbitais em 2020. Estima-se que as primeiras equipes chegariam a Marte em 2022, indicou A SpaceX.

- Foguetes na Terra -

Viajar de Nova York a Xangai em apenas 39 minutos? Essa é a visão de Musk das viagens em foguete na Terra.

O magnata quer que o BFR seja um veículo de transporte aéreo no planeta, para chegar de um lugar a outro em no máximo uma hora.

O custo por assento seria o mesmo que o de uma tarifa econômica em avião, afirmou.

- Carga e bagagem no espaço -

Embora esse momento pareça distante por enquanto, a SpaceX entrou para a história em 2010, ao se tornar a primeira empresa privada a colocar sua própria nave espacial em órbita e conseguir recuperá-la.

Em 2012, SpaceX voltou a romper as barreiras ao enviar sua nave de carga Dragon à Estação Espacial Internacional (ISS) e nesse mesmo ano começou a fazer missões regulares para abastecer astronautas que vivem lá, como parte de um contrato de 1,6 bilhão de dólares com a Nasa.

Sua rival Orbital ATK também envia sua nave de carga não tripulada Cygnus à ISS como parte de um contrato de 1,9 bilhão com a Nasa. Mas diferentemente do Dragon, que volta à Terra intacto, o Cygnus se destrói ao reingressar na atmosfera.

Atualmente a SpaceX desenvolve uma versão do Dragon capaz de transportar vários astronautas por vez à ISS. O primeiro voo poderia ser no final de 2018.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212