Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Ativistas de Hong Kong pró-democracia são soltos após julgamento - Jornal Brasil em Folhas
Ativistas de Hong Kong pró-democracia são soltos após julgamento


Três emblemáticos ativistas do movimento pró-democracia de Hong Kong ganharam a apelação de sua condenação por seu papel na chamada revolta dos guarda-chuvas, nesta terça-feira (6), depois de recorrerem à mais alta instância judicial da ex-colônia britânica.

Em agosto passado, Joshua Wong, figura-símbolo da revolta, Nathan Law e Alex Chow foram condenados a penas que variam de seis a oito meses de prisão.

Essa condenação foi decidida após a apelação do Ministério Público. O órgão reivindicava penas mais duras do que as decididas em primeira instância, que foram trabalhos de interesse geral, ou liberdade condicional.

Os três foram soltos após pagamento de fiança semanas depois, à espera de um recurso à Corte de Apelações, a principal jurisdição de Hong Kong. Na saída, advertiram que a hora ainda não é para celebrações, referindo-se à ameaça permanente à liberdade de pensamento e de expressão no território.

Os rapazes foram condenados por seu papel no protesto ilegal de 26 de setembro de 2014. Os manifestantes haviam escalado barreiras metálicas e entrado na Civic Square, uma praça situada em um complexo do governo.

Essa ação deflagrou manifestações ainda maiores. Dois dias depois, começou o movimento pró-democrático de massas, quando a Polícia lançou gás lacrimogêneo contra a multidão, que se protegeu com guarda-chuvas.

Durante mais de dois meses, milhares de cidadãos de Hong Kong paralisaram bairros inteiros da cidade para reivindicar a instauração de um verdadeiro sufrágio universal. Pequim não cedeu.

Em seu veredicto, o juiz Geoffrey Ma destacou que o trio recebeu penas significativamente mais graves do que as ditadas em primeira instância.

E, completou o juiz, levando-se em conta o idealismo dos réus, sua juventude e o fato de que serem primários, o tribunal de primeira instância fez um julgamento adequado.

Dando razão aos militantes, o juiz Ma considerou, porém, que os manifestantes deveriam ser dissuadidos de participar de comícios e eventos ilegais acompanhados de atos de violência.

Em virtude desse julgamento, outros militantes poderão ser detidos, reagiu Wong.

Não é hora de felicitações, ou de celebrações, frisou.

Joshua Wong pode voltar muito em breve para a cadeia em um outro caso ligado ao movimento pró-democracia, no qual foi solto sob fiança.

Ele foi condenado a três meses de prisão por ter desrespeitado uma ordem judicial que exigia a retirada de um acampamento erguido durante as manifestações.

Wong e Law são fundadores do partido Demosisto, que defende a autodeterminação da cidade.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212