Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Oi diz que não reconhece assembleia realizada por acionistas nesta quarta-feira - Jornal Brasil em Folhas
Oi diz que não reconhece assembleia realizada por acionistas nesta quarta-feira


A Oi divulgou nota hoje (7) reafirmando que não vai reconhecer as deliberações da assembleia realizada nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, por um grupo de acionistas. A operadora disse não aceita a legalidade e os efeitos da reunião.

A assembleia foi convocada no início de janeiro pela Bratel, pertencente à Pharol – antiga Portugal Telecom – para rever determinados pontos do acordo de recuperação judicial da empresa, aprovado pela assembleia de credores, em dezembro do ano passado, e homologado pela Justiça do Rio de Janeiro também no mês passado.

Entre as decisões, a assembleia de hoje aprovou a abertura de processo de responsabilização contra o presidente da Oi, Eurico Teles, e o diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Carlos Brandão, bem como a destituição dos executivos dos seus cargos.

Tal encontro constitui flagrante desrespeito aos mais básicos princípios da legislação brasileira e de decisões judiciais sobre a matéria”, disse a Oi.

De acordo com a operadora, a reunião gera instabilidade na gestão e afeta as suas ações no mercado. A empresa disse que vai adotar medidas legais e administrativas contra os acionistas por terem desrespeitado decisão judicial.

A Oi disse ainda que não vai adotar nenhuma medida deliberada por conta da natureza ilegal de tal ato e sua consequente nulidade.

Esta posição da Oi está respaldada em sucessivas decisões da Justiça, corroboradas por despacho tornado público hoje pelo juiz em exercício da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Ricardo Lafayette, que considerou inviável, sem validade e, sem eficácia, qualquer deliberação extrajudicial que atente contra as questões já homologadas no plano”, disse, em nota, a operadora.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212