Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Engenheiro diz que falta de manutenção causa queda de viaduto - Jornal Brasil em Folhas
Engenheiro diz que falta de manutenção causa queda de viaduto


O engenheiro Bruno Contarini disse nesta quarta-feira (7) que a manutenção está muito falha no viaduto que caiu nessa terça (6), no Eixo Rodoviário de Brasília, na área central da cidade. Ele foi o projetista da obra – executada no fim dos anos 50 - e integrante da equipe do arquiteto Oscar Niemayer.

Horas depois do acidente desta terça-feira, Contarini avaliou, no Rio de Janeiro, as imagens do local enviadas pela internet. Ele virá à capital federal hoje para vistoriar essa e outras obras com as autoridades do Governo do Distrito Federal.

“Acabo de fazer a recuperação do Elevado do Joá, são obras antigas, sempre há problemas de manutenção e tem que estar em cima”, disse ele, que também foi o projetista desse elevado no Rio de Janeiro, do Teatro Nacional de Brasília, da Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília, e executor da Ponte Rio-Niterói.

Baixa umidade de Brasília ajuda a preservar obras

O engenheiro, membro do Comitê Internacional de Estruturas de Concreto Armado, explicou que, diferente do Rio de Janeiro, Brasília é um lugar com baixa umidade e isso facilita a preservação das obras. “Mas, [elas] não podem ficar sem manutenção o tempo todo”, ressaltou durante entrevista ao Programa Revista Brasil, da Rádio Nacional de Brasília, da EBC.

O Elevado do Joá, segundo Contarini, apresentou um problema de corrosão em uma das estruturas, e todas elas passaram por manutenção. Ele contou também que a Ponte Rio-Niterói tem uma equipe para fazer sua vistoria e manutenção regular.

Segundo o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal, Henrique Ludovice, já foram investidos R$ 67,7 milhões em restaurações de viadutos, como na Rodoviária do Plano Piloto e perto das vias S2 e N2, no centro de Brasília.

“Esse viaduto [que desabou] tinha previsão [orçamentária], havia projeto da Novacap em 2014 e isso não foi viabilizado”, observou, explicando que também havia outras obras prioritárias.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212