Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 UE eleva previsão de crescimento para Eurozona em 2018 e 2019 - Jornal Brasil em Folhas
UE eleva previsão de crescimento para Eurozona em 2018 e 2019


A economia da zona do euro crescerá 2,3% em 2018, e 2%, em 2019 - anunciou a Comissão Europeia em suas previsões de inverno, nesta quarta-feira (7), nas quais revisou para cima sua projeção para os 19 países da zona do euro.

Após anos de recuperação gradual e moderada, e Europa finalmente conhece uma expansão sólida e sustentável, disse o comissário europeu de Assuntos Econômicos, Pierre Mocovici, destacando que 2017 foi o melhor em dez anos.

A revisão para cima - dos anteriores 2,1% para o ano vigente e 1,9% para 2019 estimado em novembro passado - se deve à expansão do Produto Interno Bruto (PIB) registrada em 2017, de 2,4%.

Contudo, o crescimento não alcançou os 3% de expansão de 2007, um ano antes da crise financeira global que desencadeou uma crise da dívida nos países do euro e levou-os a vários anos de recessão.

Bruxelas destacou ainda uma melhor conjuntura na Europa, onde os mercados de trabalho continuam a evoluir e a confiança dos operadores econômicos é particularmente alta, em um contexto de recuperação econômica global maior do que o esperado.

Moscovici apontou, entretanto, para o elevado nível de desemprego na zona do euro, que, de acordo com a Eurostat, encerrou 2017 em 8,7% da população ativa.

- Espanha cresce, apenar de crise -

Entre as quatro primeiras economias do euro, a Espanha registraria a maior expansão em 2018, a 2,6%. Apesar da crise política na Catalunha, Bruxelas revisa em um décimo para alta sua previsão de novembro.

O relatório, que prevê um crescimento de 3,1% na Espanha em 2017, considera que as consequências dos recentes acontecimentos na Catalunha foram contidas, embora os desenvolvimentos futuros possam ter um impacto impossível de ser antecipado por enquanto.

Em 2019, o crescimento espanhol se situaria em 2,1%, mesmo percentual que o da Alemanha, a primeira economia da zona euro. A expansão alemã sofreria, assim, uma desaceleração de dois décimos nos 2,3% previstos pela Comissão para 2018.

Segunda economia do bloco, a França teria melhores resultados em relação ao estimado em novembro: 2% (+0,3) em 2018, e 1,8% (+0,2), um ano depois. A projeção para a Itália avançaria dois décimos este ano (1,5%) e no próximo (1,2%).

A revisão para cima do crescimento econômico representa uma boa notícia tanto para a Espanha, quanto para a França, os únicos dois países da zona do euro que não cumprem as normas europeias, porque têm déficit público superior a 3%.

- Incógnita Brexit -

Para o conjunto dos 28 países da União Europeia (UE), Bruxelas também anuncia uma revisão para alta, a 2,3% (+0,2) em 2018. Em 2019, quando está prevista a saída do Reino Unido da UE, a expansão seria de 2% (+0,1), se levarem em conta os britânicos.

Sem o Reino Unido, que atualmente negocia as condições de sua saída e a futura relação com o bloco europeu, o crescimento do resto dos 27 sócios de Londres seria, ao todo, de 2,1% em 2019.

A economia britânica cresceria 1,4% neste ano e 1,1% em 2019, embora Bruxelas alerte que essa projeção para o ano do Brexit é uma hipótese meramente técnica, baseada na manutenção das relações comerciais atuais entre Reino Unido e UE.

Já a inflação deveria ficar longe do objetivo de perto de 2% do Banco Central Europeu (BCE). Em 2018, ficaria em 1,5%, antes de avançar um décimo, a 1,6%, um ano depois.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212