Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Feb de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval - Jornal Brasil em Folhas
Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval


A represa Vargem das Flores não poderá receber visitantes durante o Carnaval. A orla do reservatório será interditada nos dias da folia para evitar danos ambuentais que possam prejudicar o abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A medida proíbe a prática de esportes náuticos e realização de eventos festivos. O local será fiscalizado. Porém, a operação ainda não foi detalhada.

A informação foi confirmada no início da tarde desta quarta-feira pela Copasa. Por meio de nota, a Companhia informou que a medida foi decidida em conjunto entre as prefeituras de Betim e Contagem, que são responsáveis pela represa, as Promotorias de Justiça das duas cidades, Corpo de Bombeiros, o conselho da Área de Proteção Ambiental Vargem das Flores (APA) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF).

A represa Vargem das Flores é um dos cinco mananciais que fazem parte do sistema integrado de abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela tem 550 hectares de extensão e a capacidade de produzir 1,4 mil litros por segundo. O reservatório abastece parte das cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Esmeraldas, Ibirité, Lagoa Santa, Mocambeiro/Matozinhos, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, São José da Lapa e Vespasiano.

O longo período de estiagem vividos na Região Sudeste do país levou o reservatório a níveis críticos de seu volume de água. Para se ter uma ideia, em novembro de 2015, estava com 20,4% de sua capacidade. Por causa disso, a Copasa têm poupado o uso da água do manancial. Atualmente, o volume da Vargem das Flores está em 64,3%. Vale destacar que vêm subindo gradativamente devido as chuvas ininterruptas que atingem a Grande BH.

De acordo com a Copasa, a interdição vale de 10 a 14 de fevereiro. “O objetivo é preservar a lagoa e evitar danos ambientais que venham prejudicar o abastecimento público da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH)”, disse por meio de nota.

 

Últimas Notícias

Superintendente da Caixa, Marise Fernandes, recebe Título de Cidadã Goiana
Iris Rezende: “Marconi deixou sua marca em todas as áreas administrativas”
Bolsa Universitária: abertas novas inscrições para 10 mil bolsas
Torcidas de Goiás e Vila se mobilizam para a doação de sangue
800 vigilantes penitenciários concluem curso e vão reforçar segurança em presídios
Governo de Goiás entrega mais um colégio de alto padrão no Entorno do DF
Goiás terá 10 mil agentes de saúde formados em técnico em enfermagem
Dois chefs de cozinha representam Goiás na disputa pela maior premiação da gastronomia brasileira

MAIS NOTICIAS

 

Ministro diz que Brasil mantém portas abertas para receber refugiados
 
 
Aprovação da reforma da Previdência é prioridade número um, diz Meirelles
 
 
Conselhos aprovam intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro
 
 
Eunício determina que todas as PECs parem de tramitar no Senado
 
 
Maia anuncia criação de observatório para acompanhar ações de intervenção no RJ
 
 
Marun diz que não há como votar reforma da Previdência durante intervenção

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212