Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de May de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval - Jornal Brasil em Folhas
Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval


A represa Vargem das Flores não poderá receber visitantes durante o Carnaval. A orla do reservatório será interditada nos dias da folia para evitar danos ambuentais que possam prejudicar o abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A medida proíbe a prática de esportes náuticos e realização de eventos festivos. O local será fiscalizado. Porém, a operação ainda não foi detalhada.

A informação foi confirmada no início da tarde desta quarta-feira pela Copasa. Por meio de nota, a Companhia informou que a medida foi decidida em conjunto entre as prefeituras de Betim e Contagem, que são responsáveis pela represa, as Promotorias de Justiça das duas cidades, Corpo de Bombeiros, o conselho da Área de Proteção Ambiental Vargem das Flores (APA) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF).

A represa Vargem das Flores é um dos cinco mananciais que fazem parte do sistema integrado de abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela tem 550 hectares de extensão e a capacidade de produzir 1,4 mil litros por segundo. O reservatório abastece parte das cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Esmeraldas, Ibirité, Lagoa Santa, Mocambeiro/Matozinhos, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, São José da Lapa e Vespasiano.

O longo período de estiagem vividos na Região Sudeste do país levou o reservatório a níveis críticos de seu volume de água. Para se ter uma ideia, em novembro de 2015, estava com 20,4% de sua capacidade. Por causa disso, a Copasa têm poupado o uso da água do manancial. Atualmente, o volume da Vargem das Flores está em 64,3%. Vale destacar que vêm subindo gradativamente devido as chuvas ininterruptas que atingem a Grande BH.

De acordo com a Copasa, a interdição vale de 10 a 14 de fevereiro. “O objetivo é preservar a lagoa e evitar danos ambientais que venham prejudicar o abastecimento público da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH)”, disse por meio de nota.

 

Últimas Notícias

Maduro é reeleito com uma forte abstenção e em meio a denúncias de fraude
Pecuária de Goiânia 2018 começa nesta sexta (18); veja programação de shows
Portaria do MEC autoriza a contratação de 1.205 novos professores e técnicos administrativos
Conheça as histórias das taças da Copa do Mundo
Crise na Argentina pode levar à redução das exportações brasileiras
Roupas e calçados lideram compras por impulso, diz pesquisa
Educação financeira pode reduzir endividamento excessivo, diz Goldfajn
Edital seleciona instituição para operar novo fundo de investimentos

MAIS NOTICIAS

 

Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã
 
 
Fugindo da crise e da insegurança, brasileiros migram para Portugal
 
 
Argentina recorre ao FMI para equilibrar contas
 
 
Brasil e mais 40 nações apelam à OMC contra guerra comercial
 
 
Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI
 
 
Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212