Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval - Jornal Brasil em Folhas
Eventos e esportes náuticos estão proibidos na Vargem das Flores no Carnaval


A represa Vargem das Flores não poderá receber visitantes durante o Carnaval. A orla do reservatório será interditada nos dias da folia para evitar danos ambuentais que possam prejudicar o abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A medida proíbe a prática de esportes náuticos e realização de eventos festivos. O local será fiscalizado. Porém, a operação ainda não foi detalhada.

A informação foi confirmada no início da tarde desta quarta-feira pela Copasa. Por meio de nota, a Companhia informou que a medida foi decidida em conjunto entre as prefeituras de Betim e Contagem, que são responsáveis pela represa, as Promotorias de Justiça das duas cidades, Corpo de Bombeiros, o conselho da Área de Proteção Ambiental Vargem das Flores (APA) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF).

A represa Vargem das Flores é um dos cinco mananciais que fazem parte do sistema integrado de abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela tem 550 hectares de extensão e a capacidade de produzir 1,4 mil litros por segundo. O reservatório abastece parte das cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Esmeraldas, Ibirité, Lagoa Santa, Mocambeiro/Matozinhos, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, São José da Lapa e Vespasiano.

O longo período de estiagem vividos na Região Sudeste do país levou o reservatório a níveis críticos de seu volume de água. Para se ter uma ideia, em novembro de 2015, estava com 20,4% de sua capacidade. Por causa disso, a Copasa têm poupado o uso da água do manancial. Atualmente, o volume da Vargem das Flores está em 64,3%. Vale destacar que vêm subindo gradativamente devido as chuvas ininterruptas que atingem a Grande BH.

De acordo com a Copasa, a interdição vale de 10 a 14 de fevereiro. “O objetivo é preservar a lagoa e evitar danos ambientais que venham prejudicar o abastecimento público da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH)”, disse por meio de nota.

 

Últimas Notícias

BNDES empresta R$ 30 milhões para empresa de água de Manaus
Comércio do Rio poderá contratar 10,3 mil temporários para o natal
Aneel aprova reajuste de tarifa a consumidores de GO e interior de SP
Petrobras e chinesa CNPC avançam em acordo para retomar Comperj
Aprovado pela Aneel, aumento nas contas de luz da CEB está suspenso
BNDES dá início a processo de privatização de companhia elétrica do AP
Dólar fecha em queda e Bovespa sobe 2,83%
Senado rejeita projeto sobre venda de distribuidoras da Eletrobras

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212