Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Sem reforma da Previdência, pode faltar dinheiro para segurança, saúde, educação e emenda parlamentar, diz Meirelles - Jornal Brasil em Folhas
Sem reforma da Previdência, pode faltar dinheiro para segurança, saúde, educação e emenda parlamentar, diz Meirelles


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, falou nesta quinta-feira (8) que se a reforma da Previdência não passar, pode faltar dinheiro para segurança, saúde, educação e para emendas parlamentares.

A frase foi dita em um evento em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. No encontro com empresários, o ministrou falou sobre o cenário político e econômico do Brasil em 2018.

“Se a reforma não for aprovada, o que vai acontecer? Em 10 anos, as despesas da Previdência, que hoje são a metade do orçamento, vão ser 80%. Não vai ter dinheiro para segurança, para saúde, educação, também não vai ter para emenda parlamentar”, disse.

Meirelles ressaltou, na sequência, que a emenda parlamentar está prevista na Constituição e é legítima “desde que seja bem aplicado [o dinheiro distribuído na emenda], evidentemente”.

O ministro se mostrou confiante na aprovação da reforma que, segundo ele, deve ser votada no dia 19 ou no dia 20 de fevereiro. Nesta quarta-feira (7), o ministro disse que não há “plano B” caso a reforma não seja aprovada na volta do recesso parlamentar.

Meirelles também destacou que o efeito de não se reformar a Previdência será a logo prazo. “A reforma da Previdência não é algo que está sendo feito olhando para 2018. Do ponto de vista de equidade da Previdência, do equilíbrio fiscal. Ela é algo que vai fazer efeito ao longo do tempo”.

Para os empresários mineiros, Meirelles fez campanha pela reforma e pediu que eles liguem para os deputados mineiros para a aprovação do texto.

 

Últimas Notícias

Prazo para consolidar dívidas do Refis começa nesta segunda
Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
Receita libera hoje consulta a sétimo lote de restituição do IR 2018
Intenção de investimentos da indústria cresce 4,4 pontos
Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
Anatel apreende mais de 126 mil produtos não certificados
Inadimplência do consumidor cresce 6,03% em novembro

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212