Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Feb de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Biometria de bebês será obrigatória após o nascimento - Jornal Brasil em Folhas
Biometria de bebês será obrigatória após o nascimento


BRASÍLIA. Uma portaria do Ministério da Saúde torna obrigatória a identificação biométrica de todos os recém-nascidos brasileiros, juntamente com a identificação da mãe. O ministério atendeu a um pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Com as novas regras, as imagens deverão constar na Declaração de Nascidos Vivos (DNV) e serão armazenadas no cartório no qual a criança for registrada, para utilização na Base de Dados da Identificação Civil Nacional. Na última segunda-feira, o governo federal lançou o Documento Nacional de Identidade eletrônico, que tem como principal dado em sua base a biometria da população.

As Secretarias de Vigilância em Saúde e de Atenção à Saúde terão 90 dias para definir as normas de procedimentos a serem adotados nas maternidades, segundo o ministério.

A conselheira do CNJ e membro do Comitê Gestor do ICN, Maria Tereza Uille, avalia a mudança como um “passo muito importante a fim de começar a coleta de dados para a Identificação Civil Nacional (ICN) desde o nascimento, ampliando a a base de dados”.

“A certidão de nascimento é um documento importantíssimo e pouco valorizado. Nenhuma pessoa tem duas certidões de nascimento”, disse ela. O objetivo da biometria no nascimento é, ao mesmo tempo, evitar a troca acidental de bebês nas maternidades e prevenir contra o desaparecimento de crianças e o tráfico de pessoas. Isso será possível porque a informação vai ser disponibilizada eletronicamente para todos os órgãos nacionais.

Piloto. Em Brasília a identificação biométrica de recém-nascidos serviu como projeto piloto para o programa. batizado de “Pequeno Cidadão”, o projeto começou em 2017, após a sanção da Lei Distrital 5.804/2017 de autoria do deputado distrital Juarez Carlos de Oliveira (PSB).

Na capital, são coletadas impressões papiloscópicas de recém-nascidos em maternidades. Esses dados são vinculados aos de seus respectivos responsáveis legais. A Lei que trata da Identificação Civil Nacional (ICN) foi sancionado em maio de 2017 (lei 13.444/2017) com a proposta de criar um novo documento, válido em todo território nacional, que unifica dados biométricos e civis dos brasileiros.


 

Últimas Notícias

Superintendente da Caixa, Marise Fernandes, recebe Título de Cidadã Goiana
Iris Rezende: “Marconi deixou sua marca em todas as áreas administrativas”
Bolsa Universitária: abertas novas inscrições para 10 mil bolsas
Torcidas de Goiás e Vila se mobilizam para a doação de sangue
800 vigilantes penitenciários concluem curso e vão reforçar segurança em presídios
Governo de Goiás entrega mais um colégio de alto padrão no Entorno do DF
Goiás terá 10 mil agentes de saúde formados em técnico em enfermagem
Dois chefs de cozinha representam Goiás na disputa pela maior premiação da gastronomia brasileira

MAIS NOTICIAS

 

Ministro diz que Brasil mantém portas abertas para receber refugiados
 
 
Aprovação da reforma da Previdência é prioridade número um, diz Meirelles
 
 
Conselhos aprovam intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro
 
 
Eunício determina que todas as PECs parem de tramitar no Senado
 
 
Maia anuncia criação de observatório para acompanhar ações de intervenção no RJ
 
 
Marun diz que não há como votar reforma da Previdência durante intervenção

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212