Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


26 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Emendas parlamentares serão afetadas sem reforma, diz Meirelles - Jornal Brasil em Folhas
Emendas parlamentares serão afetadas sem reforma, diz Meirelles


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira (8) em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, que se a reforma da Previdência não for aprovada, a União não terá recursos para manter, entre outras despesas, as emendas parlamentares, instrumento legal utilizado pelo Congresso Nacional para alocar recursos públicos.

“Se a reforma não for aprovada, em dez anos as despesas da Previdência, que hoje são metade do orçamento (federal), vão ser 80%. Não vai ter dinheiro para segurança, não vai ter dinheiro para saúde, nem educação e também não vai ter dinheiro para emenda parlamentar. Aí vai ser um problema”, disse. O ministro conversou com a imprensa após uma palestra para empresários.

Segundo Meirelles, o governo trabalha com aprovação da reforma neste mês, dia 19 ou 20, mas ponderou que o prazo pode se estender até o fim de fevereiro.

Durante a palestra, ele convidou os empresários presentes a defender a reforma junto aos seus parlamentares. “Aprovar a reforma da Previdência é um trabalho de todos, é um projeto do país. Alguns deputados já me disseram que acham que a Previdência precisa mudar, mas que seus eleitores não concordam. Então, conversem com os seus deputados”, sugeriu o ministro.

A proposta atual do governo foi apresentada ontem pelo relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). Entre os pontos fundamentais da reforma para o governo, Meirelles apontou a idade mínima e “equidade entre os diversos tipos de trabalhadores”.

“A idade mínima não pode ser alterada porque isso desfigura a reforma. A idade mínima é 65 anos para homem e 62 para mulher, mas depois de 20 anos”, reiterou.

Candidatura

O ministro voltou a afirmar que só se decidirá sobre a candidatura ao Palácio do Planalto em abril. “Vou tomar essa decisão sobre ser ou não candidato no dia 7 de abril. Eu tenho uma responsabilidade muito grande, o Brasil está saindo da maior crise (econômica) da história, de um desemprego dos maiores da história. Estamos agora crescendo, criando empregos e nós estamos conduzindo esse processo. Então é fundamental que eu esteja 100% do tempo focado em fazer o Brasil crescer, criar emprego, criar condições para a inflação ficar baixa e do Banco Central manter os juros mais baixos”, afirmou.

Meirelles aponta PIB de 3% em 2018

O ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou que a economia do Brasil voltou a crescer e que em 2018 o Produto Interno Bruto (PIB) do país deve chegar a 3%. “Esse é o cálculo do Ministério da Fazenda, que costuma acertar”, disse. Ele citou entre os indicadores desse crescimento o aumento dos investimentos privados e o queda do risco Brasil.

Para Meirelles, o que fez a economia voltar a crescer foi o retorno da confiança. “O investimento público é parte do processo, mas o importante são os investimentos totais. Investimentos da indústria, comprar máquina, contratar gente, expandir. Esse é o investimento que mobiliza a atividade econômica”, disse. A queda da taxa Selic para 6,75% ao ano também foi comemorada. “Notícia extraordinária, é a menor taxa de juros da história do país”, afirmou Meirelles.

Criptomoedas não são forma de pagamento

As criptomoedas são um investimento e não uma forma de pagamento, segundo o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que foi perguntado sobre as moedas digitais.

“Não tem lastro e não tem Banco Central. Quem calcula a inflação da criptomoeda?”, indagou o ministro, que ainda afirmou que “elas nunca substituirão uma moeda regulada por um Banco Central”. Para ele, se trata de uma questão de “livre mercado” e que depois de subir vem a queda. “Quem ganhou, ganhou. Mas é uma aposta”, concluiu.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212