Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de May de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 IPCA desacelera e encerra janeiro com alta de 0,29% - Jornal Brasil em Folhas
IPCA desacelera e encerra janeiro com alta de 0,29%


RIO DE JANEIRO. O fim da cobrança adicional na conta de luz conseguiu compensar a alta no preço dos alimentos e transportes no primeiro mês deste ano. Com isso, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, subiu 0,29% em janeiro, após avançar 0,44% em dezembro, divulgou nessa quinta-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a taxa mais baixa para o mês desde o Plano Real, em 1994. No acumulado em 12 meses, o índice subiu 2,86%.

Quase todos os grupos analisados registraram alta em janeiro, com exceção de habitação (-0,85%) e vestuário (-0,98%). A maior variação foi em transporte (+1,1%), impulsionado, principalmente, pelos combustíveis, que variaram 2,58% no mês passado.

A gasolina, com alta de 2,44%, teve o maior impacto individual no indicador. O etanol subiu 3,55%. Apesar disso, o grupo registrou desaceleração na taxa, que em dezembro subiu 1,23%. Isso se deu, principalmente, devido às passagens aéreas, que passaram de alta de 22,28% em dezembro para queda de 1,35% em janeiro.

O grupo educação também teve alta, de 0,22%, devido à volta às aulas, ao reajuste das matrículas e os gastos com material escolar. Os serviços, por sua vez, seguem muito acima da média geral da inflação, mas desaceleraram pelo quarto mês seguido. Passaram de 4,51% em dezembro para 4,3% em janeiro.

Quanto ao comportamento por região, Brasília registrou a menor taxa (-0,15%), sob influência de itens como energia (-5,19%) e gasolina (-1,68%). O maior índice foi em Vitória (0,70%) sobressaindo a gasolina (3,55%) e o tomate (74,68%). A previsão do mercado é de que a inflação fechará 2017 em 3,94%, abaixo da meta de 4,5%, mas dentro do intervalo de tolerância (entre 3% e 6%).

INPC. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), também divulgado nessa quinta-feira (8) pelo IBGE, teve um avanço de 0,23% em janeiro, após alta de 0,26% em dezembro. Com o resultado, o índice acumula elevação de 1,87% em 12 meses. Em janeiro de 2017, o INPC havia sido de 0,42%. O indicador mede variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados.

Alimentação e bebidas sobem 0,74%

As famílias brasileiras pagaram mais por alimentação em janeiro. O grupo alimentação e bebidas saiu de alta de 0,54% em dezembro para aumento de 0,74% em janeiro, segundo o IBGE. O grupo, que responde por 25% das despesas das famílias, passou de uma contribuição de 0,13 ponto percentual para o IPCA de dezembro para um impacto de 0,18 ponto percentual sobre a inflação de janeiro, atrás apenas da contribuição do grupo transportes (alta de 1,10% e impacto de 0,20 ponto percentual em janeiro). A alimentação no domicílio saiu de aumento de 0,42% em dezembro para alta de 1,12% em janeiro.

 

Últimas Notícias

Maduro é reeleito com uma forte abstenção e em meio a denúncias de fraude
Pecuária de Goiânia 2018 começa nesta sexta (18); veja programação de shows
Portaria do MEC autoriza a contratação de 1.205 novos professores e técnicos administrativos
Conheça as histórias das taças da Copa do Mundo
Crise na Argentina pode levar à redução das exportações brasileiras
Roupas e calçados lideram compras por impulso, diz pesquisa
Educação financeira pode reduzir endividamento excessivo, diz Goldfajn
Edital seleciona instituição para operar novo fundo de investimentos

MAIS NOTICIAS

 

Trump anuncia nesta terça-feira decisão sobre acordo nuclear com o Irã
 
 
Fugindo da crise e da insegurança, brasileiros migram para Portugal
 
 
Argentina recorre ao FMI para equilibrar contas
 
 
Brasil e mais 40 nações apelam à OMC contra guerra comercial
 
 
Macri admite que Argentina precisa de apoio externo e recorre ao FMI
 
 
Donald Trump retira Estados Unidos do acordo nuclear com Irã

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212