Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Apr de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 CIDH rechaça questionamento a referendo equatoriano - Jornal Brasil em Folhas
CIDH rechaça questionamento a referendo equatoriano


A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) rechaçou nesta quinta-feira (8) um pedido de medidas provisórias para manter em seus cargos três integrantes de um órgão de controle da gestão pública no Equador, cuja saída foi aprovada no domingo passado em um referendo.

As medidas provisórias foram solicitadas na terça-feira pela CIDH, que age como fiscal no sistema continental de direitos humanos, para manter Edwin Jarrín, Tania Pauker e Sonia Vera como integrantes do Conselho de Participação Cidadã e Controle Social (CPCCS).

No entanto, a solicitação da CIDH foi rejeitada por quatro juízes do tribunal, contra dois que votaram a favor.

O presidente equatoriano, Lenín Moreno, que impulsionou o referendo de domingo, recebeu a decisão como uma vitória.

A Corte Interamericana de Direitos Humanos acolheu os argumentos de defesa do Estado equatoriano e descarta a solicitação de medidas provisórias solicitadas pela CIDH. Triunfa o direito e a vontade do povo equatoriano. Viva a democracia!, publicou Moreno em sua conta do Twitter.

A chanceler equatoriana, María Fernanda Espinosa, que viajou a San José para defender o rechaço do governo ao pedido da CIDH, também comemorou a sentença.

Depois de tanto trabalho do governo e da Procuradoria, tenho a satisfação de receber na Costa Rica a resolução da CIDH que rechaça a solicitação de medidas provisórias contra o referendo, tuitou Espinosa.

A Comissão, ente autônomo da OEA, pediu para manter em seus cargos os três integrantes da CPCCS por considerar que sua saída podia gerar risco na efetividade do Estado democrático de direito.

O CPCCS, criado pelo ex-presidente Rafael Correa, se encarrega de designar autoridades eleitorais e de controle, como controlador e procurador do Estado.

Os equatorianos aprovaram por 63% dos votos a reestruturação desse conselho, incluindo a destituição de seus membros atuais e a instalação de um conselho transitório.

 

Últimas Notícias

Ampliar saque do PIS/Pasep está dentro de projeção, diz Dyogo Oliveira
Conab é autorizada a vender milho e a comprar arroz
FMI deve elevar projeção de PIB ainda este ano, diz BC
Índice de expansão do comércio cresce 1,6% em São Paulo este mês
Países nórdicos promovem debate sobre igualdade de gênero no Brasil
Juiz intima primo de Macri e ex-ministros de Cristina Kirchner
MPRJ quer impedir nomeação de indicados por Pezão para Agetransp
Seca de 1932 levou à criação de campos de concentração no Ceará

MAIS NOTICIAS

 

Felipe Fraga e Marcos Gomes colocam Cimed Racing no top-10
 
 
Time Correios Brasil é convocado para Sul-Americano 14 anos
 
 
Protestos contra reforma da previdência deixam pelo menos dois mortos na Nicarágua
 
 
Confronto entre palestinos e soldados israelenses deixa dois mortos
 
 
Raúl Castro sai, mas o castrismo permanece com Díaz-Canel em Cuba
 
 
MP abrirá inquérito contra Alckmin por suspeita de caixa dois

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212