Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 CIDH rechaça questionamento a referendo equatoriano - Jornal Brasil em Folhas
CIDH rechaça questionamento a referendo equatoriano


A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) rechaçou nesta quinta-feira (8) um pedido de medidas provisórias para manter em seus cargos três integrantes de um órgão de controle da gestão pública no Equador, cuja saída foi aprovada no domingo passado em um referendo.

As medidas provisórias foram solicitadas na terça-feira pela CIDH, que age como fiscal no sistema continental de direitos humanos, para manter Edwin Jarrín, Tania Pauker e Sonia Vera como integrantes do Conselho de Participação Cidadã e Controle Social (CPCCS).

No entanto, a solicitação da CIDH foi rejeitada por quatro juízes do tribunal, contra dois que votaram a favor.

O presidente equatoriano, Lenín Moreno, que impulsionou o referendo de domingo, recebeu a decisão como uma vitória.

A Corte Interamericana de Direitos Humanos acolheu os argumentos de defesa do Estado equatoriano e descarta a solicitação de medidas provisórias solicitadas pela CIDH. Triunfa o direito e a vontade do povo equatoriano. Viva a democracia!, publicou Moreno em sua conta do Twitter.

A chanceler equatoriana, María Fernanda Espinosa, que viajou a San José para defender o rechaço do governo ao pedido da CIDH, também comemorou a sentença.

Depois de tanto trabalho do governo e da Procuradoria, tenho a satisfação de receber na Costa Rica a resolução da CIDH que rechaça a solicitação de medidas provisórias contra o referendo, tuitou Espinosa.

A Comissão, ente autônomo da OEA, pediu para manter em seus cargos os três integrantes da CPCCS por considerar que sua saída podia gerar risco na efetividade do Estado democrático de direito.

O CPCCS, criado pelo ex-presidente Rafael Correa, se encarrega de designar autoridades eleitorais e de controle, como controlador e procurador do Estado.

Os equatorianos aprovaram por 63% dos votos a reestruturação desse conselho, incluindo a destituição de seus membros atuais e a instalação de um conselho transitório.

 

Últimas Notícias

Valor corrigido da cota do PIS/Pasep já pode ser conferido
Preço da cesta básica paulistana tem alta de 2,95% em junho
Banco Central divulga ranking de queixas a bancos no segundo trimestre
Embraer anuncia venda de 25 jatos para United Airlines
Presidente da AEB reclama protagonisno do comércio exterior
Exportação de suco de laranja registra alta de 29%, puxada pelos EUA
Médias empresas terão de ingressar no eSocial a partir de hoje
FMI reduz para 1,8% previsão de crescimento para o Brasil em 2018

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212