Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Embalado por ritmos latinos, bloco Bésame Mucho sai no Rio e atrai estrangeiros - Jornal Brasil em Folhas
Embalado por ritmos latinos, bloco Bésame Mucho sai no Rio e atrai estrangeiros


Conhecido como a maior festa popular do mundo, o carnaval brasileiro atrai cada vez mais foliões estrangeiros. Uma das evidência é o bloco Bésame Mucho, organizado por latinos que moram no Rio de Janeiro. O desfile pelas ruas de Santa Teresa nesta manhã (11) reúne centenas de foliões.

A música que dá nome ao bloco está entre as tocadas: Bésame Mucho, composta pela mexicana Consuelo Velásquez em 1940. Além dela, há sucessos antigos e recentes, como as canções do grupo cubano Buena Vista Social Club e o badalado Despacito, dos porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee. O desfile também reserva momentos para as marchinhas.

Tocamos músicas de toda a América Latina, incluindo do Brasil. Tem canções, por exemplo, que vocês acham que são brasileiras, mas são originárias de outros países latino-americanos. Composições das décadas de 1940 ou de 1930, do Peru, de Cuba, do México, que anos depois foram traduzidas para o português, conta a uruguaia Lorena Granja. Professora em ciência política na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), ela é porta-estandarte do bloco.

O Bésame Mucho surgiu em 2012 e faz este ano o sexto desfile. Além dos latino-americanos, a banda responsável por comandar a trilha sonora do cortejo também conta com a participação de alguns brasileiros e estrangeiros de fora da América Latina.

Alguns foliões se inspiram na proposta do bloco para produzir suas fantasias. É o caso da publicitária Amanda Medeiros, que representou a artista mexicana Frida Kahlo. [É] um bloco pequeno que toca músicas boas, disse a foliã para justificar sua preferência pelo Bésame Mucho.

A professora de espanhol Carolina Fernandes, que também marcou presença, explicou que sua fantasia trazia elementos da cultura espanhola e dos países latinos. Ela aprova as misturas culturais promovidas pelo bloco. Eu vim pela latinidade, pela mescla de ritmos latinos. Rumba, samba, tudo junto e misturado no Rio.

Edição: Talita Cavalcante

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212