Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Jul de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Segundo dia de desfiles em SP destaca Gilberto Gil, Alcione e Roberto Bolaños - Jornal Brasil em Folhas
Segundo dia de desfiles em SP destaca Gilberto Gil, Alcione e Roberto Bolaños


No segundo e último dia de desfile das escolas de samba paulistanas do Grupo Especial, sete agremiações se apresentaram na noite deste sábado (10) e madrugada de hoje (11) no Sambódromo do Anhembi, na capital paulista. O destaque ficou para as homenagens a dois grandes cantores da música brasileira: Gilberto Gil, exaltado pela Vai-Vai, e Alcione, homenageada pela Mocidade Alegre. A Unidos de Vila Maria fez um tributo ao ator e diretor mexicano, Roberto Bolaños, criador do seriado Chaves.

A Dragões da Real, que apresentou uma quadrilha caipira em ritmo de samba na avenida, também destacou cantores populares, como Sérgio Reis e Roberta Miranda. Com o sambódromo praticamente lotado, as escolas populares Vai-Vai e a Gaviões da Fiel, que cantou a cidade de Guarulhos, foram as que mais levantaram o público. A Império da Casa Verde apostou em uma temática politizada, e abordou a desigualdade social brasileira, fazendo um paralelo com a Revolução Francesa.

A apuração dos desfiles de São Paulo ocorrerá na tarde de terça-feira (13). As quatro primeiras colocadas entre as 14 agremiações participarão do Desfile da Campeãs, na sexta-feira (16). As duas últimas serão rebaixadas e disputarão o Grupo de Acesso em 2019.

X9 Paulistana

No retorno ao grupo especial do carnaval paulistano, a escola da zona Norte da capital paulista foi a primeira da noite e cantou na avenida a criatividade popular dos ditados populares. O samba-enredo A Voz do Samba É A Voz de Deus. Depois da Tempestade, Vem A Bonança!” encontrou um sambódromo praticamente lotado e que se animou com a temática apresentada pela agremiação.

Em sintonia com a letra do enredo, a bateria da escola fez diversas paradinhas em que manteve apenas a batidas dos surdos, que simulavam a pulsação de um coração. Apesar de a evolução da escola ter tido problemas, e a agremiação quase ter estourado o tempo de desfile, os carros alegóricos mantiveram um tom bem-humorado ao contar a origem dos ditados populares.

Império da Casa Verde

Com uma temática politizada, a escola de samba Império de Casa Verde colocou na avenida a problemática da desigualdade social brasileira. O enredo O Povo: A Nobreza Real fez uma conexão entre a Revolução Francesa e o momento político atual do Brasil.

A comissão de frente da escola foi um dos destaques do desfile: um carro alegórico com uma enorme guilhotina simulava a decapitação de um dos passistas. Sobre o veículo, a identificação: “O Povo”. Entre as inspirações do samba-enredo estão o romance Os Miseráveis, de Victo Hugo, e a novela Que Rei Sou Eu?, de Cassiano Gabus Mendes. No desfile, o povo consegue tomar as rédeas do país.

Mocidade Alegre

Celebrando os 70 anos da cantora Alcione, a Mocidade Alegre homenageou a “Marrom” no sambódromo paulistano. O samba-enredo Alcione: A Voz Marrom que Não Deixa o Samba Morrer cantou a origem maranhense e diversas facetas da artista, como sua ligação com a escola de samba Mangueira, do Rio de Janeiro, além da participação da cantora na luta contra a ditadura.

Parte da escola desfilou com as cores verde e rosa, e a bateria da agremiação, por vezes, adotou a batida típica da Mangueira – com os surdos, no jargão dos sambistas, “sem resposta”. A batida usada na festa maranhense do Bumba Meu Boi também foi trazida para avenida pelo corpo instrumental da agremiação, como uma homenagem à cidade natal da Alcione, São Luís.

Vai-Vai

Levantando o público do sambódromo paulistano, a escola do tradicional bairro do Bixiga, região central da capital paulista, fez uma grande homenagem ao cantor e compositor Gilberto Gil. O samba-enredo Sambar com Fé eu Vou fez referência ao aspecto eclético da obra do artista. Os expectadores acompanharam todo o desfile agitando bandeirolas distribuídas pela agremiação ao público das arquibancadas. Gilberto Gil desfilou com sua vestimenta do bloco baiano Filhos de Gandhi.

A escola, considerada a mais popular da cidade, e a maior vendedora do carnaval de São Paulo, abordou a atuação política do artista, militante contra a ditadura, exilado, vereador em Salvador e ministro da Cultura. Uma das alas de maior destaque da escola foi a Liberdade de Expressão, em que houve a representação de um grupo de soldados com vestimentas pretas, escudos e capacetes da Tropa de Choque da polícia.

Gaviões da Fiel

A escola de samba Gaviões da Fiel, ligada à torcida organizada do Corinthians, levantou o público, assim como ocorreu com a Vai-Vai. Muitas bandeirolas foram agitadas pelo público durante a passagem da escola. A cidade de Guarulhos, vizinha de São Paulo, foi a inspiração da agremiação.

Com o samba-enredo Guarus – Na Aurora da Criação, a Profecia Tupi… Prosperidade e Paz aos Mensageiros de Rudá, a escola contou a história dos índios Guarus, que habitaram a região e inspiraram o nome do município. O tema do carnaval da Gaviões foi desenvolvido a partir de uma parceria da escola com a prefeitura de Guarulhos.

Um dos destaques da escola foi o carro alegórico que representou o aeroporto internacional de Guarulhos, todo em branco, com riqueza de detalhes. Durante o desfile da escola, simpatizantes da agremiação, presentes nas arquibancadas, ascenderam sinalizadores. Os artefatos produziram uma forte nuvem de fumaça, o que chegou a dificultar a visualização dos carros alegóricos da escola.

Dragões da Real

Ao apostar na fusão da música caipira com o samba, a Dragões da Real levou para a avenida o enredo Minha Música, Minha Raiz: Abram A Porteira para Essa Gente Caipira e Feliz!, que cantou a cultura da vida do campo, a música e as festas da roça. Os intérpretes da escola abriram o desfile cantando Romaria, de Renato Teixeira, um dos hinos da música caipira.

A apresentação de uma quadrilha, em ritmo de samba, na avenida foi um dos destaques do desfile. A escola ainda mostrou o desenvolvimento da música caipira, como chegou aos centros urbanos e se tornou fenômeno nas últimas décadas no país. Roberta Miranda e Sérgio Reis foram alguns dos destaques da agremiação.

Unidos da Vila Maria

Aproveitam-se de minha nobreza, você não soube, não te contaram? Suspeitei desde o princípio. Não contavam com minha astúcia. Arriba, Bolaños, Arriba Vila, Arriba México! foi o título do samba-enredo da escola de samba Vila Maria, que homenageou o ator, diretor e humorista Roberto Bolaños, que imortalizou os personagens Chapolin Colorado, Chaves e sua turma.

A homenagem a Bolaños serviu para conduzir um desfile que falou também do México, sua história e as contribuições que as civilizações maia e asteca deram para a humanidade. Outro personagem de destaque da apresentação foi a artista e ativista política Frida Kahlo.

Edição: Talita Cavalcante

 

Últimas Notícias

Goiás Fomento liberou R$ 37 milhões para setor empresarial de Aparecida de Goiânia
Food Garden Flamboyant oferece conteúdo e o melhor da gastronomia
TIM contempla clientes de todo o Brasil com um par de ingressos para cinemas
Goiás quer menos desperdício de dinheiro e mais ações sociais efetivas em parceria com as igrejas, diz Ronaldo Caiado em Catalão
Evolução de Meirelles em pesquisas anima MDB
Lotéricas lutam para continuar recebendo faturas da Enel
Congresso aprova diretrizes orçamentárias para 2019
Senado aprova projeto relatado por Caiado que cria política de assistência a pacientes com doenças raras

MAIS NOTICIAS

 

Relatório final da LDO pode ser entregue hoje na Comissão de Orçamento
 
 
Parecer da LDO veta renúncia fiscal, reduz custeio e congela salários
 
 
EBC suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral
 
 
Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido
 
 
Brasil e Vietnã assinam acordos em aviação e agricultura
 
 
Toffoli cassa decisão de Moro e livra Dirceu de tornozeleira

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212