Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 DNIT terceiriza conserto de rodovias - Jornal Brasil em Folhas
DNIT terceiriza conserto de rodovias


Brasília. Sem dinheiro para fazer investimentos, o governo federal já se prepara para oferecer para a iniciativa privada trechos de rodovias com a obrigação apenas de fazer a manutenção e a restauração das estradas federais. Ou seja, as empresas ficariam responsáveis por operações simples de tapa-buracos e sinalização de rodovias, sem precisar investir quantias bilionárias em duplicações e obras de grande porte. Em troca, cobrariam pedágio.

A reportagem da Agência Estado apurou que os primeiros editais ficam prontos em até 60 dias, para entrar em consulta pública entre abril e maio. Inicialmente serão licitados três lotes, cujos trechos somam mil km de extensão. São estradas que já estão prontas e receberam obras recentes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Em junho, os editais devem ser enviados ao Tribunal de Contas da União (TCU) que a licitação ocorra no segundo semestre.

As informações foram confirmadas pelo diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro. “O modelo vai permitir que as estradas continuem a oferecer um bom estado de trafegabilidade, sem aumentar os custos para a União”.

O estado precário de boa parte das estradas brasileiras é considerado um entrave para o crescimento econômico. Segundo pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), 61,8% das rodovias nacionais são consideradas regulares, ruins ou péssimas. Hoje esse trabalho de manutenção é realizado exclusivamente pelo Dnit, órgão do Ministério dos Transportes responsável por cuidar dos 55 mil quilômetros de estradas federais do país.

O problema é que o Dnit viu seu orçamento encolher de R$ 9 bilhões em 2017 para R$ 8,2 bilhões neste ano.

Para se ter uma ideia, em 2011, o Dnit chegou a executar mais de R$ 14,7 bilhões. Do total previsto para 2018, R$ 3,9 bilhões serão utilizados para os serviços de manutenção da malha, enquanto o mínimo necessário para realizar essa tarefa seria de R$ 6 bilhões. Levantamento do órgão aponta que, dos 55 mil km, 25 mil km podem ser passados à iniciativa privada.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212