Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 DNIT terceiriza conserto de rodovias - Jornal Brasil em Folhas
DNIT terceiriza conserto de rodovias


Brasília. Sem dinheiro para fazer investimentos, o governo federal já se prepara para oferecer para a iniciativa privada trechos de rodovias com a obrigação apenas de fazer a manutenção e a restauração das estradas federais. Ou seja, as empresas ficariam responsáveis por operações simples de tapa-buracos e sinalização de rodovias, sem precisar investir quantias bilionárias em duplicações e obras de grande porte. Em troca, cobrariam pedágio.

A reportagem da Agência Estado apurou que os primeiros editais ficam prontos em até 60 dias, para entrar em consulta pública entre abril e maio. Inicialmente serão licitados três lotes, cujos trechos somam mil km de extensão. São estradas que já estão prontas e receberam obras recentes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Em junho, os editais devem ser enviados ao Tribunal de Contas da União (TCU) que a licitação ocorra no segundo semestre.

As informações foram confirmadas pelo diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro. “O modelo vai permitir que as estradas continuem a oferecer um bom estado de trafegabilidade, sem aumentar os custos para a União”.

O estado precário de boa parte das estradas brasileiras é considerado um entrave para o crescimento econômico. Segundo pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), 61,8% das rodovias nacionais são consideradas regulares, ruins ou péssimas. Hoje esse trabalho de manutenção é realizado exclusivamente pelo Dnit, órgão do Ministério dos Transportes responsável por cuidar dos 55 mil quilômetros de estradas federais do país.

O problema é que o Dnit viu seu orçamento encolher de R$ 9 bilhões em 2017 para R$ 8,2 bilhões neste ano.

Para se ter uma ideia, em 2011, o Dnit chegou a executar mais de R$ 14,7 bilhões. Do total previsto para 2018, R$ 3,9 bilhões serão utilizados para os serviços de manutenção da malha, enquanto o mínimo necessário para realizar essa tarefa seria de R$ 6 bilhões. Levantamento do órgão aponta que, dos 55 mil km, 25 mil km podem ser passados à iniciativa privada.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212