Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Feb de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Venezuelanos são vítimas de xenofobia em Roraima - Jornal Brasil em Folhas
Venezuelanos são vítimas de xenofobia em Roraima


Boa Vista. Uma criança venezuelana de 3 anos e seus pais ficaram gravemente feridos na quinta-feira em Roraima, após desconhecidos jogarem uma bomba caseira dentro da casa onde estavam abrigados. As vítimas foram levadas para o hospital, e a criança sofreu queimaduras de segundo grau em várias partes do corpo.

Na última segunda-feira, um caso parecido havia ocorrido no mesmo bairro. Imagens de câmeras de segurança flagraram um homem jogando gasolina e ateando fogo em direção à varanda de uma casa onde vivem 31 venezuelanos.

Uma imigrante que dormia com outra pessoa em uma rede teve queimaduras de segundo grau no rosto, pescoço e costas. No local do ataque de quinta-feira, viviam seis adultos e sete crianças, que estavam dormindo quando foram atacados.

A família veio de Maturi, na Venezuela, onde venderam casa e bens para custear as passagens. “Antes da crise, a vida era maravilhosa. Depois, não tínhamos hospital, educação e comida. Por isso, fugimos para o Brasil”, explicou Jankely Vasquez, 29, que vende bananinhas na rua para sobreviver.

A secretária de Segurança Pública de Roraima, Giuliana Castro, afirmou que o crime está sendo apurado pela Delegacia Geral de Homicídios. “Vamos verificar se é um caso de xenofobia contra venezuelanos. Não é o primeiro episódio de ataque com coquetel molotov contra venezuelanos e, se for considerado um crime de ódio, haverá punição”, declarou.

O presidente Michel Temer disse, em entrevista à Rádio Guaíba na manhã desta sexta-feira (9), que seu governo “discorda da forma como as coisas caminham lá (na Venezuela), que geram os refugiados”.

Depois de citar que os ministros da Justiça, da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) estiveram na quinta-feira, 8, em Roraima para verificar, de perto, a situação dos venezuelanos no Estado, Temer afirmou está buscando ajudar os refugiados e já editou decreto concedendo identidade provisória para essas pessoas, como forma de identificá-las. “Há uma preocupação permanente com os refugiados venezuelanos no Brasil”, afirmou o presidente, sem citar ações que o governo federal vai desenvolver.

Acampados nas ruas ou em abrigos, os venezuelanos são acolhidos pelo governo local, mas este se viu sobrecarregado pelo grande fluxo de pessoas. “O Ministério Público recebeu notícias de ações graves, casos de xenofobia, trabalho escravo, tráfico de pessoas e de impedimento de acesso aos serviços públicos”, afirmou na segunda-feira a procuradora geral da Republica, Raquel Dodge.

“É um drama humanitário. Essas pessoas estão sendo expulsas de suas casas, de seu país, devido à ausência total de condições para permanecerem lá”, afirmou o titular da Defesa, Raúl Jungmann. O governo pretende realizar um censo e começar a transferir a partir de março uma parte dos 40 mil venezuelanos para outros Estados.

 

Últimas Notícias

Superintendente da Caixa, Marise Fernandes, recebe Título de Cidadã Goiana
Iris Rezende: “Marconi deixou sua marca em todas as áreas administrativas”
Bolsa Universitária: abertas novas inscrições para 10 mil bolsas
Torcidas de Goiás e Vila se mobilizam para a doação de sangue
800 vigilantes penitenciários concluem curso e vão reforçar segurança em presídios
Governo de Goiás entrega mais um colégio de alto padrão no Entorno do DF
Goiás terá 10 mil agentes de saúde formados em técnico em enfermagem
Dois chefs de cozinha representam Goiás na disputa pela maior premiação da gastronomia brasileira

MAIS NOTICIAS

 

Ministro diz que Brasil mantém portas abertas para receber refugiados
 
 
Aprovação da reforma da Previdência é prioridade número um, diz Meirelles
 
 
Conselhos aprovam intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro
 
 
Eunício determina que todas as PECs parem de tramitar no Senado
 
 
Maia anuncia criação de observatório para acompanhar ações de intervenção no RJ
 
 
Marun diz que não há como votar reforma da Previdência durante intervenção

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212