Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Temer endurece discurso contra formação de cartéis - Jornal Brasil em Folhas
Temer endurece discurso contra formação de cartéis


Brasília e São Paulo. O presidente Michel Temer confirmou na manhã de sexta (9), em entrevista à Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, que determinou ao Cade – Conselho de Administrativo de Defesa Econômica e à Polícia Federal que investiguem postos de combustíveis suspeitos de manipulação de preços e formação de cartel.

“Nós vamos colocar a Polícia Federal e o Cade atrás dessa fiscalização para impedir esta agressão ao consumidor. Essa providencia está sendo tomada. Não vamos permitir preços abusivos”, avisou Temer que, em sua fala, tentou explicar que estas variações constantes no preço dos combustíveis começaram a acontecer com a mudança de fórmula adotada pela Petrobras, que permite ajustes quando há mudança do preço no mercado internacional.

Mas reconheceu que, “quando tem aumento, os preços nas bombas aumentam, mas quando tem redução, o mesmo não acontece”. Por isso, advertiu, que serão feitas fiscalizações para evitar os abusos.

Temer fez questão, mais uma vez, de dizer que foi o seu governo que recuperou a Petrobras, cuja marca se tornou “um palavrão”, segundo ele, por conta dos problemas ocorridos no governo passado. “O Pedro Parente, do nosso governo é que recuperou a Petrobras. Há dois anos, era quase um palavrão, tamanha desvalorização. Nós recuperamos com atuação eficiente e decidiu-se fazer aumentos de acordo com a variação internacional”, observou.

Gás de cozinha. O presidente Michel Temer também queixou-se da elevação dos preços no gás de cozinha, adiantando que seu governo está “examinando uma fórmula para compensar este aumento para os mais pobres” que deverá ser anunciada em uma ou duas semanas, sem citar, contudo, que tipo de medida será adotada.

Em sintonia com o discurso do presidente, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que há no governo uma preocupação com a “variação grande” do preço do gás de cozinha. Meirelles, no entanto, disse que ainda não há nenhuma decisão tomada sobre o assunto. “O preço do gás é uma questão relevante e nós vamos conversar sobre isso”, afirmou.

Em seu blog no portal G1, o jornalista Valdo Cruz explica que o governo estuda a concessão de um subsídio para diminuir o preço do botijão de 13 quilos ou uma verba específica no cartão do Bolsa Família para a aquisição do produto.

No ano passado, o preço do botijão teve a maior alta desde 2002. O preço médio em dezembro chegou a R$ 66,53, alta de 16,39% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Diesel

A partir de sábado (10). A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com queda de 0,20% no preço do diesel nas refinarias. Os preços da gasolina ficaram estáveis.
Cade julgou e condenou 12 casos no país

Brasília. O Cade decidiu pela condenação de postos de gasolina e outras empresas e organizações em 12 dos 17 casos que julgou de práticas ilícitas no mercado de combustíveis desde 2012. Os outros cinco casos foram arquivados.

A maior multa foi aplicada em 2015, mais de R$ 67 milhões a postos de gasolina no Espírito Santo. A decisão mais recente, de 2017, foi pela condenação do Sindicato dos Revendedores de Combustível do Estado do Maranhão e de postos de gasolina do Estado por cartel e conduta comercial uniforme no mercado de revenda de combustíveis.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212