Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Berzoini: decisão do STF contra Cunha não interfere em processo de impeachment - Jornal Brasil em Folhas
Berzoini: decisão do STF contra Cunha não interfere em processo de impeachment


O ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, disse hoje (2) que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de aceitar denúncia contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não tem “interferência vinculante” com o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Para o ministro, ritmo do processo de impedimento da presidenta varia de acordo com o desempenho econômico, político e social do governo.

“O processo de impeachment está aberto, portanto, não tem pá de cal [com a decisão do STF]. Evidentemente, ele está com outro ritmo em relação ao final do ano passado, mas acredito que esse assunto não tem uma interferência totalmente vinculante. A maior interferência do processo de impeachment é a conjuntura geral do país que estamos trabalhando para melhorar na economia, na política e o impacto social”, disse o ministro.

Sobre a eventual saída de Cunha do cargo, Berzoini afirmou que essa decisão cabe aos deputados. “É uma questão judicial e o governo não tem, desde o processo que envolve o deputado, feito qualquer observação de caráter político. A Câmara é soberana para tomar suas decisões”, afirmou Berzoini após participar da cerimônia do 2º Encontro Nacional dos Municípios, promovido pela Associação Brasileira de Municípios (ABM), em Brasília.

O ministro negou ainda que a saída do José Eduardo Cardozo do Ministério da Justiça tenha ocorrido por pressões do PT e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não conheço nenhuma pressão para que o ministro tenha decidido tomar a decisão que tomou. Ele é nosso colega, tem um bom desempenho, com uma atitude sempre responsável em relação ao governo. Portanto desconheço qualquer pressão, disse Berzoini.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Cardozo afirmou hoje que deixou o cargo por desgaste pessoal e político dentro do PT.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212