Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Bloco dos Dinossauros Nacionais sacode o Largo de São Francisco, no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Bloco dos Dinossauros Nacionais sacode o Largo de São Francisco, no Rio


Criado em 2011 por antigos alunos da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o bloco Dinossauros Nacionais saiu hoje (12) no Largo de São Francisco, centro da capital fluminense. Os integrantes se autodenominam dinossauros, porque nasceram no século passado, e nacionais, por causa da faculdade.

O bloco inseriu mais músicas novas no repertório. “Temos novidades e a expectativa de público maior para este ano. No ano passado, o bloco reuniu quase 8 mil pessoas e neste ano teve uma divulgação melhor. Por isso, acreditamos que será mais animado agora”, disse à Agência Brasil o diretor e fundador do bloco Marcos Chehab.

Composições de Eduardo Dussek, Titãs, e Gilberto Gil deram toque especial ao carnaval dos Dinossauros. A banda tem 30 pessoas na bateria, com participação de pelo menos 15 mulheres. “Elas estão dominando o Dinossauros, afirmou Chehab.

O tema deste ano é Você Não Soube me Amar, do grupo Blitz, que traz um protesto bem-humorado contra o prefeito Marcelo Crivella ”que não está amando o carnaval do Rio como deveria”, afirmou Marcos Chehab.

Apesar das críticas à prefeitura, que determinou que os blocos terminem às 22h, sob pena de terem o carro de som apreendido, o fundador do Dinossauros Nacionais avaliou que isso não acaba com a espontaneidade do carnaval carioca. “Ainda assim, (o carnaval) não deixa de ser irreverente”, afirmou.

Adesão

O dentista Juan Vargas, morador em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, acompanhou com a namorada Gláucia o Dinossauros pela primeira vez, e adorou. “É o primeiro ano, e eu nunca mais vou deixar de vir”, prometeu.

Na concentração do bloco, o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj), Marcello Oliveira, aproveitou para divulgar a campanha contra o assédio às mulheres no carnaval, intitulada Não Brinque Com Os Meus Direitos. “A ideia é mostrar para a população que o carnaval tem vez, que a gente tem que brincar, mas respeitando o direito de todos”, destacou.

O administrador de empresas Ricardo Viana também fez sua estreia no Dinossauros este ano, acompanhado dos filhos de 12 anos, 3 anos e sete meses de idade. “Vou voltar”, assegurou.

Edição: Maria Claudia

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212