Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Fantasia inspirada em pintor do século 15 marca desfile do Bloco Virtual no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Fantasia inspirada em pintor do século 15 marca desfile do Bloco Virtual no Rio


Primeiro bloco de rua do Rio surgido a partir de amigos que se organizaram pela internet, no ano 2000, bem antes das redes sociais, o Virtual fez seu 18º desfile na manhã de hoje (12) na orla do Leme, na zona sul do Rio. Ritmos brasileiros e latinos bem executados por instrumentos de sopro e percussão, integrantes com fantasias criativas e muita coreografia são a marca desse bloco, acompanhado por cerca de 2 mil pessoas, em grande parte um público fiel, que vem desde seus primeiros desfiles.

Com os músicos e demais componentes protegidos por uma corda, e tendo à frente cinco deles em pernas de pau, o Virtual teve como tema este ano Jardim das delícias ou ando meio desligado, inspirado na obra do pintor holandês dos séculos 15 e 16 Hieronymus Bosch, que retrata a criação do mundo. Com fantasias inspiradas no quadro, o bloco dançou ao som de um repertório que incluiu até um clássico da música instrumental brasileira, Coisa nº 5, de Moacir Santos.

“No inicio, o bloco tinha samba-enredo, mas depois a gente mudou para um repertório de música brasileira”, explicou Lula Jardim, filho de um dos fundadores e que hoje, à frente do Virtual, com um grupo de amigos, se autodefine, bem-humorado, como “afundador” do bloco. “A gente saiu em Ipanema até 2010, em 2011 fomos para a Lagoa e a partir de 2012 começamos a sair aqui no Leme, local que eu acho ótimo”, contou.

Em volta da corda, os foliões seguiam o bloco em direção à Pedra do Leme, e os que estavam à frente muitas vezes iam sambando de costas, para apreciar as fantasias e as coreografias. Era o caso das amigas Tânia, de 51 anos, e Bebel, de 56, que acompanham o Virtual desde o tempo em que o bloco desfilava em Ipanema. “As músicas e os músicos são bons. Desfilam no chão, sem carro de som”, disse Tânia, sobre o que mais lhe agrada no Virtual. “As fantasias são lindas e é um bloco pequeno, a gente não fica apertada”, completou Bebel. Segundo ela, esse é o único bloco da zona sul que as duas frequentam. “Nós preferimos os do centro”, disse.

Também desfilando de costas, à frente do cordão, Ana Carolina, de 22 anos, fantasiada de pássaro, contou que essa era a sua primeira vez no bloco. “Desde o ano passado, eu estava querendo sair no Virtual. Aqui não tem muvuca”, definiu.

Edição: Davi Oliveira

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212