Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Empresas otimistas apesar de difíceis negociações do Brexit, segundo relatório - Jornal Brasil em Folhas
Empresas otimistas apesar de difíceis negociações do Brexit, segundo relatório


Responsáveis de grandes empresas em Reino Unido, Alemanha, França e Espanha se mostram otimistas sobre as consequências do Brexit, apesar da difícil negociação entre a União Europeia (UE) e Londres, segundo uma análise da consultora FTI Consulting.

Cerca de 90% dos responsáveis de alto escalão perguntados pela consultora esperam um volume de negócios estável, ou em alta, no primeiro ano após a saída do Reino Unido da UE, prevista para o fim de março de 2019.

Três quartos deles desejam, não obstante, ter uma visão mais clara para junho sobre como os 27 sócios de Londres e o próprio Reino Unido veem sua futura relação, um prazo crucial para planejar mudanças irreversíveis em suas estratégias.

Para a FTI Consulting, o otimismo empresarial é surpreendente, principalmente quando tudo está para ser determinado sobre o resultado do Brexit, e os nossos resultados mostram que ainda há muito a ser feito para que as empresas estejam prontas.

Dois terços das empresas britânicas acham que o Reino Unido manterá a não imposição de direitos alfandegários para bens, enquanto 59% consideram que a livre circulação seguirá vigente, e 52% acreditam que o Tribunal de Justiça da UE conservará sua autoridade.

Os resultados deixam entrever uma má compreensão da realidade política, assegura Hans Hack, consultor da FTI e ex-diplomata holandês, para quem haverá vencedores e alguns perdedores, supondo que se chegue a um acordo.

A UE e o Reino Unido iniciaram em fevereiro as negociações sobre um período de transição de 20 meses desde o Brexit, que buscam fechar para março, antes de começarem a discutir a futura relação entre ambos, especialmente comercial.

Londres já expressou sua intenção de abandonar o mercado único baseado em quatro liberdades de circulação (bens, serviços, pessoas e capitais) e a União Aduaneira.

Sobre o passaporte financeiro, que permite às companhias britânicas operar na Europa, os responsáveis são menos otimistas: 71% das empresas britânicas acham que irá se manter, diante de 59% na Alemanha, 56% na Espanha e 51% na França.

A pesquisa foi feita pela Internet entre 4 e 19 de dezembro de 2017, e teve 2.568 respostas de funcionários de alto escalão de grandes empresas em Espanha (648), França (646), Reino Unido (642) e Alemanha (632).

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212