Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Feb de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Negociações para compra do estúdio de Weinstein continuam - Jornal Brasil em Folhas
Negociações para compra do estúdio de Weinstein continuam


As negociações relacionadas à compra da produtora cinematográfica de Harvey Weinstein continuam nesta segunda-feira (12), apesar do processo contra ele movido pelo estado de Nova York, informou à AFP uma fonte próxima ao caso.

O procurador do estado de Nova York, Eric Schneiderman, apresentou, neste domingo, uma denúncia contra Weinstein, seu irmão Robert e a empresa The Weinstein Company, por violação dos direitos humanos, individuais e trabalhistas.

O documento da acusação descreve um verdadeiro sistema organizado no estúdio para facilitar as ações de Weinstein, acusado desde outubro por mais de cem mulheres de assédio, abuso sexual, ou estupro.

Schneiderman afirmou que a venda da empresa era iminente e que tinha elementos substanciais para pensar que o negócio, estimado em 500 milhões de dólares, não prevê uma indenização adequada para as vítimas do outrora todo-poderoso produtor de cinema e televisão.

Qualquer venda da The Weinstein Company deve garantir que as vítimas serão compensadas, que os funcionários serão protegidos no futuro e que nem os responsáveis, nem os que permitiram isso, enriqueçam injustamente.

Segundo vários veículos americanos, o processo teria como objetivo imediato levar ao fracasso das negociações.

Mas uma fonte próxima disse à AFP que, nesta segunda, continuavam as discussões entre a empresa de Weinstein e um grupo liderado por Maria Contreras Sweet, ex-funcionária do governo de Barack Obama, entre 2014 e 2017.

Contactado pela AFP, o banco de investimentos Moelis & Company, encarregado de gerir a transação, se negou a comentar.

Segundo o portal Deadline, especializado em notícias de Hollywood, a compra da empresa previa a criação de um fundo de compensação para as vítimas.

O grupo de investidores também teria se comprometido a manter a maioria dos funcionários da empresa, de acordo com o site.

A oferta para a compra dos ativos da empresa seria de cerca de 500 milhões de dólares, de acordo com a imprensa americana, incluindo 275 milhões apenas pela participação acionária, com o saldo incluindo dívidas e uma ampliação de capital.

 

Últimas Notícias

Casal é encontrado morto em quarto de hotel no Centro de BH
Protesto marca dia de despedida do carnaval de BH
Blocos de BH defendem criação de passarelas para desfiles e segurança cidadã
Na Bacia do Rio do Doce, 54 estações para tratar esgoto não saíram do papel
Em Minas Gerais, 622 municípios ainda não têm plano de saneamento e população fica exposta a perigos
Homem é preso sob suspeita de incendiar apartamento no Barreiro
Casa de agente penitenciário é invadida por bandidos
Policial fardado é assaltado na região da Pampulha

MAIS NOTICIAS

 

Em meio a racionamento, principal reservatório do DF atinge 50% de volume útil
 
 
Temer: governo vai trabalhar para que reduções da gasolina cheguem às bombas
 
 
Moreira pede ao Cade para investigar preços em postos de combustíveis
 
 
Sete escolas de samba abrem desfile hoje em São Paulo
 
 
Identificação e cuidados com a saúde garantem carnaval tranquilo para crianças
 
 
Carnaval no Sambódromo da Marquês de Sapucaí começa hoje no Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212