Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Restos de menina desaparecida em agosto são achados na França - Jornal Brasil em Folhas
Restos de menina desaparecida em agosto são achados na França


Os restos mortais de Maelys de Araujo, de 9 anos, desaparecida em agosto passado, foram encontrados nesta quarta-feira de acordo com as indicações de Nordahl Lelandais, que confessou tê-la matado involuntariamente.

Lelandais também admitiu que se desfez do corpo, mas se negou a dar detalhes sobre as circunstâncias da morte, informou o procurador de Grenoble, Jean-Yves Coquillat.

Esta noite, os pais de Maelys sabem que sua filha está morta, que foi assassinada, declarou à imprensa.

Os investigadores necessitaram de um dia inteiro para achar o corpo devido às más condições do lugar e à neve abundante.

Os policiais e os cachorros conseguiram descobrir o crânio e um osso da menina, afirmou Coquillat.

Nordahl Lelandais, um ex-militar de 34 anos, disse que falará depois sobre as circunstâncias da morte da menina.

Ela desapareceu na noite de 26 de agosto durante um casamento no leste da França, no qual Lelandais também estava presente.

Em setembro, os investigadores acharam um rastro de DNA da menina no carro de Lelandais e a justiça o indiciou por suposto sequestro. Ele sempre negou o crime.

Em novembro, depois da análise das imagens das câmaras de segurança nas quais se via a menina dentro do carro do suspeito partindo do casamento e outra que o mostrava voltando para o casamento sem Maelys, a promotoria o acusou de homicídio.

Depois de seis meses de silêncio, Lelandais foi interrogado nesta quarta-feira e acabou guiando os investigadores ao local onde foi encontra o corpo da menina.

A investigação prosseguirá, afirmou o procurador, referindo-se em particular ao esclarecimento das circunstância da morte.

Ele explicou que essa mudança de atitude do suspeito se deve ao rastro de sangue da menina debaixo tapete do carro.

Além disso, a justiça investiga Lelandais por seu suposto envolvimento em outros casos de desaparecimentos que nunca foram esclarecidos.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212