Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cármen Lúcia diz que combate à violência exige capacidade de amar - Jornal Brasil em Folhas
Cármen Lúcia diz que combate à violência exige capacidade de amar


A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, afirmou que há uma imperiosa necessidade de se superar o quadro de violência vivido atualmente pela sociedade brasileira. A ministra falou da missão do Judiciário para a superação da violência na manhã desta quarta-feira (14) durante o lançamento da Campanha da Fraternidade 2018 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujo tema é Fraternidade e Superação da Violência.

Para a ministra, a situação exige solidariedade, fraternidade e a capacidade de amar e perdoar. Cármen disse que a missão do Poder Judiciário é a aplicação do direito para buscar a solução de conflitos de todas as formas contra todas as pessoas, acentuando que umas sofrem mais que outras.

Cármen Lúcia se pronunciou após o secretário executivo da Comissão Brasileira de Justiça de Paz da CNBB, Carlos Moura, destacar que a comunidade negra é a maior vítima de violência do Brasil. Há necessidade de encararmos, todos nós, emanados na perspectiva de superação do preconceito, da discriminação, que vitimiza essa comunidade, disse.

A presidente do STF ainda afirmou que o Poder Judiciário tem atuado de forma digna e de forma correta para tentar superar esses problemas de forma democrática.

No lançamento da campanha também falaram o presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, o secretário-geral da conferência dos bispos, dom Leonardo Steiner, e o deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ), coordenador da Frente de Prevenção à Violência e Redução dos Homicídios na Câmara dos Deputados.

Durante os discursos, foram citados os números de violência do Brasil e os recentes episódios que marcaram o carnaval, vivenciados principalmente no Rio de Janeiro.

Desconfiança

Em sua fala, Cármen também destacou que a desconfiança que marca o quadro de violência pode tomar conta de forma perigosa uma sociedade com marcos civilizatórios de pacificação. Essa pacificação que o Poder Judiciário procura permanentemente, afirmou.

Cármen também destacou a necessidade da sociedade voltar a amar e crer no outro como aliado, e não como inimigo. Eu fico me perguntando em que sociedade sonhamos quando a desconfiança e a violência contra o outro é o que se prega, e o que pelo menos se põe como a semente que pode florescer fazendo do outro não seu irmão, mas alguém que é preciso combater, refletiu a ministra.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212