Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Em São Paulo, desfile das campeãs termina em confraternização - Jornal Brasil em Folhas
Em São Paulo, desfile das campeãs termina em confraternização


Diante de um público que praticamente lotou o Sambódromo do Anhembi, as oito escolas que participaram, na noite desta sexta-feira (16), do desfiles das campeãs deste ano em São Paulo fecharam em grande estilo o carnaval de 2018. Voltaram à pista as cinco primeiras colocadas no Grupo Especial, a campeã e a vice-campeã do Grupo de Acesso, que estarão na elite do samba em 2019, e a campeã do Grupo de Acesso 2, a terceira divisão do carnaval paulistano.

Apesar de não haver julgamento, nem obrigatoriedade, as agremiações se apresentaram praticamente completas. A noite teve clima de festa e confraternização, com convidados que não haviam participado das apresentações formais na sexta-feira e no sábado anteriores (9 e 10). A Acadêmicos do Tatuapé, bicampeã, convidou os presidentes das outras três escolas que tiraram nota máxima para participar de seu desfile, como forma de homenagem, e foi atendida por Solange Bechara, da vice-campeã Mocidade Alegre, e por Luciana Silva, da Tom Maior, quarta colocada. “Eles são tão campeões como nós, fizeram desfiles perfeitos”, afirmou Eduardo dos Santos, presidente da Tatuapé.

A festa foi aberta pela Mocidade Unida da Mooca, cujos componentes não esconderam o orgulho de se apresentar entre as grandes vencedoras do carnaval. Inicialmente, a campeã do Acesso 2, que em 2019 tentará uma vaga no Grupo Especial, não participaria da noite, mas foi convidada de última hora. A escola pôde mostrar ao grande público seu enredo sobre Xangô, o Orixá da Justiça.

Em seguida, entrou na avenida a Colorado do Brás, vice campeã do Grupo de Acesso que volta ao Especial depois de 25 anos. A escola quase subiu no ano passado, quando chegou em terceiro. Para conseguir o lugar na elite, desfilou com o tema Axé, Caminhos que Levam a Fé. A terceira participante foi a Águia do Ouro, campeã do Acesso. Tradicional escola do bairro da Pompeia, a azul e dourado ficou apenas um ano na divisão de baixo. Para subir, cantou o enredo Mercadores de Sonhos, que conta a história do comércio do deserto pelos séculos e sua influência no Brasil.

O bloco das escolas da elite foi aberto pela Dragões da Real, ligada à torcida organizada do São Paulo. Quinta colocada no desfile competitivo, a Dragões levantou o público com seu samba de pegada sertaneja e refrão contagiante para ilustrar o enredo Minha Música, Minha Raiz! Abram a Porteira para essa Gente Caipira e Feliz.

A Dragões foi seguida pela Tom Maior, que este ano surpreendeu com um grande desfile sobre a figura histórica da Imperatriz Leopoldina e a escola carioca Imperatriz Leopoldinense. Tanto quando a quarta colocação, a Tom Maior festejou o fato de ter obtido a nota máxima de 270 pontos.

A Mancha Verde veio a seguir e tinha todos os motivos para festejar, pois a terceira colocação foi a melhor de sua história. A escola nascida na torcida organizada do Palmeiras exaltou os 40 anos de carreira do grupo de samba Fundo de Quintal, cujos componentes voltaram à avenida na alegoria que fechava o desfiles.

A vice-campeã Mocidade Alegre, maior vencedora paulistana deste século, manteve a tradição de se apresentar completa na festa das campeãs. Até sua homenageada, a cantora Alcione, participou novamente, dando o grito de guerra na concentração e desfilando num carro alegórico.

Já de manhã, a Acadêmicos do Tatuapé encerrou a festa abrindo seu desfile com os dois troféus de campeã e uma grande faixa que dizia: “Fruto do nosso trabalho”. Diante deles, surgia a cantora Leci Brandão, fortemente saudada pelo público. A agremiação, que era considerada pequena até quatro anos atrás e fez, já na manhã deste sábado (17), seu terceiro desfile consecutivo entre as campeãs, festejou seu bicampeonato em grande estilo reapresentando o tema Maranhão, os Tambores Vão Ecoar na Terra da Encantaria.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212