Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 População do Rio ainda sofre com as consequências do temporal de quinta-feira - Jornal Brasil em Folhas
População do Rio ainda sofre com as consequências do temporal de quinta-feira


O temporal que atingiu a cidade do Rio de Janeiro na madrugada de quinta-feira (15) ainda traz transtornos para a população, O restabelecimento da energia elétrica não ocorre plenamente, várias residências permanecem sem luz.

A concessionária de distribuição de energia Light informou hoje (17) que continua atuando nas ruas para restabelecer o abastecimento e que, neste sábado, 2,5% de seus clientes ainda estavam sem energia.

Na quinta-feira, segundo a Light, esse percentual era de 20%. O temporal durou pouco mais de uma hora e deixou um saldo de quatro mortos e 2 mil moradores desalojados, além de dezenas de bairros sem luz.

De acordo com a Light, não há mais trecho de bairro com grande número de consumidores sem energia. Agora, a empresa trabalha em situações isoladas, com endereços específicos, onde há transformadores ou ramais danificados nas residências dos clientes.

Para atender esses casos, a concessionária aumentou número de profissionais em campo, de 1.500 para cerca de 2 mil, totalizando 400 equipes, deslocando turmas, inclusive, do Vale do Paraíba e da Baixada Fluminense, regiões que não foram afetadas pela forte chuva para reforçar o seu quadro funcional nas ruas.

Limpeza e remoção de árvores

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) informou que desde a madrugada da última quinta-feira, vem atuando em ações em todo município, intensificadas nos bairros mais atingidos pelo temporal.

A Comlurb informou que foram conta bilizadas cerca de 1.300 ocorrências de queda de árvores e de grandes galhos, o maior número de incidências desde que a companhia assumiu a poda das árvores em áreas públicas em 2008.

A companhia está trabalhando com 2.500 garis, 141 veículos e equipamentos, como caminhões compactadores, basculantes, pipas, pás mecânicas e motosserras.

Até este sábado foram removidas 47% das árvores nas principais vias, desobstruindo as ruas e liberando o tráfego, limpeza e raspagem de 2.250 quilômetros de sarjetas, corte e remoção de 610 árvores e recolhidas 1.600 toneladas de lixo e lama.

Os bairros mais atingidos pelo temporal foram Tijuca, Ilha do Governador, Santa Cruz, Jacarepaguá, Jardim Sulacap, Campinho, Vila Cosmos, Centro, Irajá, Quintino, Barra da Tijuca, Recreio, Pedra de Guaratiba, Penha, Vila Valqueire, Rio das Pedras e Campo Grande.

Edição: Aécio Amado

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212