Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


12 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Três pessoas morrem por febre amarela silvestre na capital paulista - Jornal Brasil em Folhas
Três pessoas morrem por febre amarela silvestre na capital paulista


A capital paulista registrou as três primeiras mortes do ano decorrentes de casos autóctones (contraído na própria cidade) de febre amarela silvestre, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Além disso, mais duas pessoas contraíram a doença na cidade. Todos os registros são de moradores ou frequentadores de área próxima à Serra da Cantareira, na zona norte, região onde a campanha de vacinação começou em setembro de 2017.

Os pacientes que morreram não tinham se vacinado: uma mulher, 55 anos, moradora do Mandaqui e frequentadora do Tremembé; outros dois homens, um de 24 e o outro de 34 anos, moravam também no Mandaqui e visitavam o Horto Florestal, de acordo com relato dos familiares.

O primeiro caso autóctone no município, confirmado na última sexta-feira (9), foi de um morador do distrito do Tremembé, na zona norte, de 29 anos, que frequentava semanalmente local ao lado do Parque Estadual da Cantareira, próximo à divisa com a cidade de Mairiporã.

Estado

Desde 2017, foram registrados 202 casos autóctones de febre amarela silvestre no estado de São Paulo, dos quais 76 causaram a morte do paciente, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde. Em 53,9% dos casos, a doença foi contraída na cidade de Mairiporã e 16,8% em Atibaia.

Há um caso com residência no Rio de Janeiro e infecção em Atibaia (SP). Já entre os óbitos, há um morador de Minas Gerais e outro de Santa Catarina, ambos infectados em Mairiporã. A secretaria reafirmou que não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

Dia D

Amanhã (17), a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai realizar mais um “Dia D” da campanha de vacinação contra febre amarela. Cerca de 900 postos estarão abertos, incluindo 150 unidades volantes montadas nas regiões do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Baixada Santista, em um total de 53 cidades, nas quais há local de concentração de mata, além de alguns distritos da capital paulista (veja lista abaixo).

“Convocamos todos os moradores das 54 cidades abrangidas da campanha que ainda não se vacinaram a procurarem os postos neste dia 17 de fevereiro, quando as unidades estarão em funcionamento num esquema especial, com apoio dos municípios. A imunização é a principal forma de proteger a população contra a febre amarela”, disse a diretora de imunização da secretaria, Helena Sato.

A campanha, que começou em 25 de janeiro, tem o objetivo de imunizar 9,2 milhões de pessoas ainda não vacinadas, em 54 cidades, e está sendo realizada com dose fracionada da vacina, conforme diretriz do Ministério da Saúde. Segundo balanço da secretaria, 3.073.338 pessoas foram vacinadas desde o início da campanha.

Desse total, 2.950.915 paulistas receberam a dose fracionada, que representa 96% do público imunizado. Outras 122.423 pessoas receberam a dose padrão, destinada a grupos específicos (crianças com idade entre 9 meses e 2 anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina e grávidas residentes em áreas de risco).

A campanha de vacinação fracionada ocorre em 53 municípios do estado de São Paulo e em mais 20 distritos da capital paulista. Confira a lista de locais que integram a campanha:

Municípios: Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, Caçapava, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Monteiro Lobato, Paraibuna, Santa Branca, São José dos Campos, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião, Ubatuba, Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Cachoeira Paulista, Canas, Cruzeiro, Cunha, Lagoinha, Lavrinhas, Guaratinguetá, Lorena, Natividade da Serra, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Queluz, Redenção da Serra, Roseira, São Bento do Sapucaí, São José do Barreiro, São Luiz do Paraitinga, Silveiras, Taubaté, Tremembé.

Distritos da capital paulista: Campo Limpo, Capão Redondo, Cidade Ademar, Cidade Dutra, Cursino, Grajaú, Jabaquara, Jardim São Luís, Pedreira, Sacomã, Socorro e Vila Andrade, Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianazes, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael.

Edição: Amanda Cieglinski

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212