Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Tarifa de energia pode cair 2% com privatização da Eletrobras - Jornal Brasil em Folhas
Tarifa de energia pode cair 2% com privatização da Eletrobras


BRASÍLIA. As tarifas de energia no país podem ser reduzidas em aproximadamente 2%, caso seja se aprovada proposta do governo federal que faz parte do projeto de lei enviado pelo Palácio do Planalto ao Congresso, tratando da privatização de seis distribuidoras da Eletrobras. O governo federal divulgou em agosto de 2017 a intenção de desestatizar a empresa, com objetivo de concluir o processo ainda em 2018.

A estatal tem bilhões de reais a receber da União em indenizações pela renovação antecipada de seus contratos de transmissão em 2013, devido a investimentos feitos nos ativos que ainda não tinham sido amortizados na época. Após o governo decidir, ainda em 2016, que o custo das indenizações seria repassado aos consumidores, a Eletrobras começou, no ano passado, a receber o dinheiro, parcelado em oito anos.

A proposta do projeto é que o prazo para pagamento, hoje fixado em oito anos, passe a ser pelo tempo remanescente da concessão, ou seja, pode superar 20 anos. A medida deve reduzir as contas de luz em torno de 2%”, disse a companhia, em publicação em seu site, sem especificar como e a partir de quando isso aconteceria.

Os acionistas da Eletrobras aprovaram, em assembleia no último dia 8, a privatização das seis distribuidoras de energia, que ficam em estados do Norte e do Nordeste do país. Na assembleia, aprovaram ainda a proposta de que a Eletrobras assuma R$ 11,2 bilhões em dívidas das distribuidoras com a própria estatal, além de outros R$ 8,5 bilhões em créditos e obrigações que essas empresas têm com fundos do setor elétrico. Caso os R$ 8,5 bilhões acabem virando dívida, a Eletrobras assumirá um passivo de R$ 19,7 bilhões.

As seis distribuidoras que serão colocadas à venda são: Amazonas Distribuidora de Energia, que atende o Amazonas; Boa Vista Energia, que abastece Roraima; Centrais Elétricas de Rondônia, que atende Rondônia; Companhia de Eletricidade do Acre, que atende o Acre; Companhia Energética de Alagoas, que atua em Alagoas; e Companhia de Energia do Piauí.


 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212