Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 União cede à Prefeitura de São Paulo área para construção de parque e museu - Jornal Brasil em Folhas
União cede à Prefeitura de São Paulo área para construção de parque e museu


O prefeito de São Paulo, João Doria, e membros das Forças Armadas assinaram hoje (19) um termo definitivo pelo qual a União cede à prefeitura paulistana o uso de uma área de 400 mil metros quadrados do Campo de Marte, na zona norte da capital. No local será instalado um parque público e o Museu Aeroespacial.

O prazo de cessão é de 20 anos e poderá ser prorrogado diversas vezes por igual período. A cessão da área, informou a prefeitura, é importante para que os interessados em participar do processo de concessão do parque e do museu – que serão concedidos à iniciativa privada - tenham segurança jurídica.

Disputa judicial

Desde a Revolução Constitucionalista de 1932 havia uma disputa judicial pela área, que tem mais de dois milhões de metros quadrados. Naquele ano, o aeroporto, inaugurado em 1929, foi incorporado pela União, passando ao Comando da Aeronáutica. Em 1945, após o governo de Getúlio Vargas, a Prefeitura de São Paulo tentou reaver o lote. Em 2003, o Tribunal Regional Federal (TRF) deu ganho de causa à União e, em 2008, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) o devolveu ao município. A União recorreu e o processo ainda tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

No dia 9 de fevereiro a prefeitura lançou um edital de chamamento público para receber informações preliminares para a concepção, estruturação e implementação do projeto do parque, que será o quinto maior da cidade. A ideia é que sejam instaladas no local pistas de corrida e ciclovia, trilhas para caminhadas e estações de ginástica. Também deverão ser instalados um complexo esportivo com três campos de futebol e duas áreas para futebol society. A entrada no parque não poderá ser cobrada e parte dele será utilizada, durante o Carnaval, pelas escolas de samba de São Paulo para auxiliar na logística do desfile no Sambódromo.

Edição: Fernando Fraga

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212