Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Candidatos presidenciais independentes são definidos no México - Jornal Brasil em Folhas
Candidatos presidenciais independentes são definidos no México


Uma ex-primeira-dama, um senador e um governador reuniram as mais de 860 mil assinaturas exigidas para se tornarem candidatos independentes à Presidência do México, ao concluir o prazo nesta segunda-feira. Ficaram de fora dezenas de aspirantes, incluindo a indígena María de Jesús Patricio Marichuy.

Os que conseguiram as assinaturas são Margarita Zavala, esposa do ex-presidente Felipe Calderón (2006-2012); Jaime Rodríguez Calderón El Bronco, governador licenciado (fora de função) do estado de Nuevo León; e Armando Ríos Píter, senador também de licença.

Esta figura estreará nas eleições gerais de 1º de julho, nas qual escolherão o presidente e renovarão as duas Câmaras do Congresso.

Ríos Píter, ex-militante do PRI, aparece em último lugar nas pesquisas, mas acredita que pode melhorar.

Rodríguez Calderón El Bronco, militante do PRI que foi eleito como independente ao governo de Nuevo León em 2015, é alvo de uma polêmica sobre a legitimidade de suas assinaturas.

As assinaturas reunidas ainda devem passar por uma auditoria do Instituto Nacional Eleitoral e em 29 de março serão registrados os candidatos independentes para iniciar a campanha no dia seguinte.

No domingo foram formalizadas as candidaturas dos maiores partidos: o esquerdista Andrés Manuel López Obrador em uma aliança liderada por seu partido, Morena; José Antonio Meade, do governista Partido Revolucionário Institucional; e Ricardo Anaya, pelo PAN-PRD-MC.

Para o analista político Fernando Dworak, as candidaturas independentes têm potencial nas eleições locais, mas considera que não significarão grande coisa na Presidência da República.

As pesquisas colocam à frente López Obrador, pela terceira vez candidato presidencial e em campanha permanente desde 2006, com Anaya e Meade disputando o segundo lugar e atrás deles os três independentes.

María de Jesús Patricio Marichuy, apoiada pela ex-guerrilha do Exército Zapatista de Libertação Nacional e que reivindicava os direitos dos povos indígenas, ficou fora da disputa ao reunir apenas 23 mil assinaturas.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212