Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Oxfam pede desculpas a governo haitiano por escândalo de prostituição - Jornal Brasil em Folhas
Oxfam pede desculpas a governo haitiano por escândalo de prostituição


Uma delegação da ONG britânica Oxfam apresentou suas primeiras desculpas diretas ao governo haitiano nesta segunda-feira (19), depois de ser abalada por um escândalo envolvendo funcionários que contrataram prostitutas, assediaram e intimidaram outros colegas.

Nós chegamos para compartilhar o relatório (interno da ONG) com o ministro (de Planejamento) e expressar nossa vergonha e nossas desculpas ao governo haitiano e à população haitiana pelo que aconteceu, disse Simon Ticehurst, diretor regional da Oxfam para a América Latina e o Caribe.

Durante mais de duas horas, os líderes da organização responderam às perguntas do ministro Aviol Fleurant, que os convocou para uma audiência solene pela primeira vez.

Agora vamos pedir relatórios de todos os tipos, auditorias, relatórios financeiros, em um contexto de prestação de contas, disse Fleurant após a reunião. Se for necessário, vamos ouvir novamente o diretor geral com propósitos de direito e para o bem da república, afirmou.

De acordo com uma investigação do jornal britânico Times, grupos de jovens prostitutas foram convidadas para casas e hotéis pagos pela Oxfam no Haiti. Uma fonte citada pelo jornal disse que viu um vídeo de uma orgia com prostitutas usando camisetas da Oxfam.

Os eventos aconteceram em 2011, em meio a uma missão após o terremoto que destruiu o país em 2010.

Segundo a ONG, que publicou seu relatório interno na semana passada, quatro funcionários foram demitidos e outros três renunciaram antes do final da investigação interna lançada em 2011.

Embora os relatórios tenham sido enviados a Londres no momento dos fatos, a Justiça haitiana só descobriu o escândalo graças à publicação na imprensa, há dez dias.

As autoridades haitianas e a Justiça haitiana nunca foram informadas desses crimes cometidos nas instalações da organização. Isso é uma obstrução da Justiça? Ainda é um ponto de interrogação, disse Fleurant.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212