Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Jovens de Aparecida de Goiânia (GO) conquistam vaga de medicina na Rússia - Jornal Brasil em Folhas
Jovens de Aparecida de Goiânia (GO) conquistam vaga de medicina na Rússia


Dois jovens amigos de Aparecida de Goiânia (GO) vão realizar o sonho de se tornar médicos. Esdras Candido Caixeta e Gabriel Lopes Inocêncio, ambos de 17 anos, vão embarcar com destino à Rússia para cursar medicina. “Descobri que queria seguir nessa profissão no último ano do colégio, estudando e vendo como é a carreira. Me interesso pela área de ciências relacionada à saúde”, conta Esdras.

Os jovens vão estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, considerada uma das melhores do país e líder no ensino em inglês. A escolha dos amigos pela Rússia se deu principalmente pelo custo-benefício e qualidade do curso. “Está bem mais em conta do que aqui, além das faculdade ser bem renomada”, explica Gabriel.

Eles estão empolgados com a nova etapa, mas já imaginam as dificuldades de estudar longe de casa. “Acho que vamos estudar muito, mas tudo faz parte do processo de aprendizado”, diz Esdras. O amigo concorda, mas teve a oportunidade de conversar com quem já estuda lá. “Estou consciente do que fazer e me falaram que será tranquilo”, finaliza Gabriel.

Com as malas prontas, resta agora encontrar com outros brasileiros no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, no dia 20 de fevereiro e partir rumo à realização de um sonho.

Qualidade e excelência

No total, mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela Instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Outros 500 estudam atualmente medicina em inglês na Universidade Médica Estatal de Kursk.

Todos os alunos embarcaram com o suporte da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil. A agência é a responsável pelo processo seletivo e por todos os trâmites para que o aspirante a médico conquiste a tão sonhada vaga em medicina.

Para estudar na Rússia, o aluno precisa desembolsar US$ 3.100 por semestre, valor que inclui seguro médico e moradia universitária. No total, o custo de vida fica em aproximadamente R$ 600 mensais. O curso de medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk tem carga horária superior a 11400 horas, maior do que no Brasil, e é todo lecionado em inglês.

Sistema de ensino

Os alunos que desejam cursar a universidade em Kursk devem estar atentos ao formato do ensino. Bastante diferente do Brasil, a carga horária é muito mais puxada e a metodologia de avaliação tem outro formato. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou carregar matérias não concluídas para os próximos semestres.

O sistema de notas vai de 0 à 5, sendo 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não obtiver o aproveitamento mínimo, deve automaticamente refazer aquela aula até obter a nota necessária. Caso contrário, não estará apto para fazer as avaliações de final de semestre e exames gerais.

A alta qualidade é comprovada pela taxa de alunos brasileiros que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. Cerca de 80% dos estudantes obtém o registro no Conselho Regional de Medicina, no mesmo ano em que chegam. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde. Vale também lembrar que a Rússia faz parte do tratado de Bolonha, tendo seu diploma reconhecido em todo o continente europeu.

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212