Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Advogado vinculado a ex-assessor de Trump é acusado na investigação da trama russa - Jornal Brasil em Folhas
Advogado vinculado a ex-assessor de Trump é acusado na investigação da trama russa


O procurador especial dos Estados Unidos que investiga a trama russa nas últimas eleições americanas acusou nesta terça-feira (20) de falso testemunho um advogado vinculado a um ex-assessor da campanha do presidente Donald Trump.

Robert Mueller, que comanda as investigações sobre um eventual conluio entre a campanha de Trump e Moscou para ganhar as eleições em 2016, acusou o advogado Alex Van Der Zwaan de mentir ao FBI sobre suas conversas com Richard Gates, ex-assessor da campanha do atual presidente.

Van Der Zwaan, um advogado do escritório Skadden Arps, com sede em Londres, também foi acusado de fazer declarações falsas ao FBI sobre seu contato com outra pessoa não identificada, segundo a acusação.

O acusado, que se declarou culpado na tarde desta terça-feira ante um juiz de Washington, saiu da audiência sem dar declarações.

A Justiça confiscou seu passaporte e o proibiu de deixar Washington sem autorização prévia. Sua pena será pronunciada em 3 de abril.

O advogado representou a Skadden Arps no trabalho realizado para o governo na Ucrânia em 2012 durante o julgamento da ex-primeira ministra Yulia Tymoshenko por corrupção.

Na época, Gates e o ex-chefe da campanha de Trump, Paul Manafort, trabalharam para o então governo da Ucrânia e aliado da Rússia, Viktor Yanukovych, destituído após protestos contra a corrupção no país em 2014.

Gates e Manafort, que segundo registros do governo da Ucrânia ganharam milhões de dólares por um trabalho para Yanukovych que não foi registrado, foram acusados por Mueller no ano passado por lavagem de dinheiro e outros crimes relacionados a impostos.

A equipe de Mueller disse na sexta-feira que teria descoberto provas de fraude bancária por parte de Manafort que não estavam contempladas nas acusações anteriores.

O procurador especial acusou na sexta-feira 13 cidadãos russos de suposta intromissão na política americana.

O trabalho de Mueller também se concentra em entender se Trump tentou obstruir a investigação sobre o caso russo.

A Casa Branca tem negado sistematicamente as acusações de irregularidades.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212