Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dois terços dos americanos apoiam maior controle de armas, mostra pesquisa - Jornal Brasil em Folhas
Dois terços dos americanos apoiam maior controle de armas, mostra pesquisa


Os americanos apoiam leis para o controle de armas mais rigorosas por uma margem de mais de dois para um. Esse é um dos níveis mais altos já registrados, informou uma agência de pesquisa nesta terça-feira (20), uma semana após o último ataque a tiros nos Estados Unidos deixar 17 mortos.

A tragédia na escola Marjory Stoneman, em Parkland, na Flórida, chocou muitos americanos, inspirando estudantes a lançarem campanhas para reduzir a violência armada, além de colocar em evidência o Congresso e a administração do presidente Donald Trump ao considerar que as mudanças, caso sejam feitas, devem ocorrer nas leis de armamento do país.

De acordo com a pesquisa nacional da Universidade Quinnipiac, 66% dos pesquisados apoiam leis mais rigorosas, contra 31% que não apoiam. Esta margem foi descrita como o mais alto nível de apoio desde que pesquisas sobre esse tema começaram, em 2008.

O estudo também descobriu que a maioria dos donos de armas, 50% a 44%, apoia uma legislação mais severa. Sobre a verificação de antecedentes, esse apoio sobe para esmagadores 97%, contra somente 3% que se opõem a tais análises, ou não expressaram nenhuma opinião.

Se você acha que os americanos em geral não se fazem nada diante dos ataques a tiros em massa, você deve pensar de novo, declarou Tim Malloy, diretor assistente de pesquisa da Quinnipiac, em comunicado.

O apoio a leis de controle de armas mais rígidas aumentou 19 pontos em pouco mais de dois anos, acrescentou, referindo-se aos dados da pesquisa de dezembro de 2015, que mostrava que 47% dos pesquisados apoiavam essas leis.

Quando segmentado por partido político, no entanto, os últimos resultados mostram que apenas 34% dos republicanos apoiam legislações mais duras, em comparação com 86% dos democratas.

Na segunda-feira, Trump sinalizou seu apoio a um esforço bipartidário para expandir e melhorar o sistema nacional de verificação de antecedentes para compras de armas.

Várias propostas legislativas foram introduzidas depois que um atirador matou 20 crianças e seis adultos na escola Sandy Hook, em Connecticut, em 2012, incluindo a proibição de armas semiautomáticas, como a usada na semana passada na Flórida, de munição de alta capacidade - mais de 10 balas -, e a necessidade de verificação de antecedentes.

Nenhuma dessas propostas virou lei.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212