Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA pedem fim de violência na Síria; França alerta para cataclisma humanitário - Jornal Brasil em Folhas
EUA pedem fim de violência na Síria; França alerta para cataclisma humanitário


Estados Unidos e França manifestaram preocupação com a escalada da violência na Síria e com a degradação crescente da situação no país nesta terça-feira (20), quando o número de civis mortos em bombardeios do regime no reduto rebelde de Guta oriental chegou a 250 desde domingo.

Em Washington, a porta-voz do Departamento de Estado americano, Heather Nauert, disse a jornalistas que os Estados Unidos estão profundamente preocupados com a intensificação dos ataques russos e sírios no enclave.

A cessação da violência precisa começar agora, declarou Nauert, criticando o que ela chamou de táticas de sítio e inanição do regime do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Em Paris, o chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves le Drian, alertou que a situação na Síria se degrada consideravelmente e se não houver nenhum elemento novo, nós caminhamos rumo a um cataclisma humanitário.

Há uma urgência absoluta sobre este tema (...) Esta é a razão pela qual, a pedido do presidente da República [Emmanuel Macron], seguirei nos próximos dias para Moscou e Teerã, apoiadores do regime do presidente sírio, acrescentou Le Drian, em discurso no Parlamento.

Na minha opinião, o pior está por vir, prosseguiu o ministro francês das Relações Exteriores. Isto de deve ao fato de que o processo político está bloqueado (...) Todos os elementos estão reunidos para um agravamento da situação.

As forças do regime e seus aliados russos lançam desde 5 de fevereiro uma vigorosa ofensiva contra a região da Guta Oriental, enclave controlado pelos rebeldes no subúrbio de Damasco. Os bombardeios incessantes, aéreos e de artilharia, deixaram pelo menos 250 mortos civis desde o domingo, segundo um balanço da ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Importantes forças leais ao presidente sírio foram reunidas nas imediações de Guta para o que parece ser o prelúdio de uma ofensiva terrestre de grande envergadura.

Várias agências da ONU têm condenado os bombardeios maciços contra Guta.

Os bombardeios de civis devem cessar imediatamente exigiu o coordenador da ONU para a ajuda humanitária na Síria, Panos Moumtzis, alertando para as cerca de 400.000 pessoas encurraladas no enclave rebelde, entre as quais foram registrados casos severos de desnutrição.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212