Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Comissão de senadores vai fiscalizar intervenção federal no Rio de Janeiro - Jornal Brasil em Folhas
Comissão de senadores vai fiscalizar intervenção federal no Rio de Janeiro


O Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (21), a criação de uma comissão externa temporária para acompanhar as ações de intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. O Senado aprovou a autorização para o governo intervir no estado na terça-feira (20) pelos senadores. A medida já tinha sido aprovada na Câmara dos Deputados.

A comissão será composta por três senadores titulares e três suplentes, que serão designados pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE). O pedido para que a comissão fosse criada foi apresentado ontem (20) pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), argumentando ser “essencial” que o Senado acompanhe os rumos da segurança e da ordem pública no Rio.

“A intervenção federal, em conjunto com a nossa recente redemocratização, resgata memórias de arbitrariedades cometidas pelas Forças Armadas no passado. Organizações de direitos humanos já manifestam preocupação com excessos”, explicou o parlamentar, ao apresentar o requerimento. A Anistia Internacional anunciou hoje um observatório, formado por organizações de direitos humanos, irá acompanhar eventuais abusos e violações de direitos humanos cometidos por agentes das forças militares durante a intervenção federal.

Durante a tramitação do decreto legislativo, parlamentares de oposição criticaram o governo por não apresentar dados que justificassem a medida, nem os recursos para as operações. Já os defensores da intervenção afirmam que a medida era necessária e que não se trata de uma ação militar.

Com a aprovação do decreto, o governo federal tem o sinal verde dos parlamentares para prosseguir com as operações até o dia 31 de dezembro deste ano, nesta que é a primeira intervenção federal em um estado brasileiro desde 1988.

Edição: Nádia Franco

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212