Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Prédio da Prefeitura de Sabará será restaurado e pode virar museu - Jornal Brasil em Folhas
Prédio da Prefeitura de Sabará será restaurado e pode virar museu


Um dos prédios mais importantes de Minas – e ícone de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte – entra em nova fase da sua história na terça-feira, quando será iniciada a restauração, com recursos do governo federal. Construído em 1773, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e município e localizado na Rua Dom Pedro II, no Centro Histórico, o Solar Padre Corrêa, ao fim da obra, dentro de dois anos, deverá deixar de ser a sede da prefeitura local para se tornar um equipamento cultural, conforme adiantou nessa sexta-feira (23) o chefe do Executivo, Wander Borges (PSB). “Vamos discutir o assunto com a comunidade e o conselho do patrimônio. O mais indicado é que ele vire galeria de arte, museu ou centro cultural, atividades menos impactantes do que local administrativo”, informou o prefeito.

Na manhã de quinta-feira, Borges e a superintendente do Iphan em Minas, Célia Corsino, assinaram a ordem de serviço para início da reforma e restauração do sobrado, que terá investimento de R$ 4,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)/Avançar.

A superintendente destacou que “Sabará é uma pérola que temos pertinho da capital e o solar deve se tornar um polo de visitação. Este prédio é referência da arquitetura brasileira, patrimônio nacional com obras de elementos artísticos preciosos. Este ano, há em Minas muitas obras iniciadas, e a mais importante, com certeza, é a do sobrado”. Devido à falta de conservação, o prédio foi interditado em junho de 2016, por ordem do Ministério Público.

Célia informou que o serviço será completo e brincou “cabelo, barba e bigode”, o que significa toda a parte estrutural e os elementos artísticos. Ela garantiu que, desde dezembro, já estão depositados R$ 500 mil para início do projeto – os demais recursos serão liberados ao longo das obras, a partir das chamadas “medições”. Célia acrescentou que o projeto foi elaborado dentro de muito rigor e toda a fiscalização da obra, a cargo de uma empresa de Ouro Preto, vencedora da licitação, será acompanhada pelos técnicos do Iphan.


ORGULHO

Para moradores e especialistas na história de Sabará, uma das primeiras “vilas do ouro” de Minas, a recuperação do Solar do Padre Corrêa é motivo de orgulho. “Trata-se de uma obra que exige muito cuidado, pois é uma verdadeira obra de arte, com muitos detalhes nos forros e pinturas muito singulares. Em resumo, temos em Sabará um sobrado nobre na arquitetura e elementos artísticos”, diz José Bouzas, pesquisador, guardião da memória local e um dos grandes conhecedores da história de Sabará.

Bouzas explica que o casarão do século 18 pertenceu inicialmente ao padre que lhe deu o nome, depois ao Barão de Catas Altas e, já no século 19, ao coronel Jacinto Dias, um grande minerador. “Na capela dedicada a São José há uma talha atribuída a Francisco Vieira Servas (1720-1811), um dos grandes artistas do período colonial. E no interior do prédio há também painéis enormes, pinturas alusivas à vida religiosa do primeiro proprietário e forros de gamela em jacarandá”, informa Bouzas, observando que, no sobrado, funcionaram a prefeitura e a câmara até 1970 e depois apenas a prefeitura. Um dos destaques elegantes está no mobiliário de jacarandá que ficou de herança dos últimos donos, incluindo canapés, conversadeira e mesas.

LIBERADO Para a obra deslanchar, todos os funcionários foram transferidos para outros prédios, da mesma forma que foram retirados todos os equipamentos, diz o prefeito: “Está fechado”. E acrescenta que “foram diversas articulações políticas para conquistarmos o recurso federal. Já temos disponibilizados no caixa da prefeitura R$ 500 mil para o pagamento da primeira medição. O Conselho de Patrimônio participará dessa fiscalização junto à Prefeitura e ao Iphan”.

Moradora há 60 anos de uma casa de frente para o Solar Padre Corrêa, Maria Rita Ferreira, de 70, está certa de que a restauração só valoriza a história de Sabará. Ressaltando o ano da construção, 1773, Maria Rita avalia que a construção representa um dos pilares da história da sua cidade, nascida nos primórdios da mineração de ouro.

Considerado um dos mais belos exemplos de arquitetura civil em minas, o prédio integrante do conjunto arquitetônico da antiga Rua Direita hospedou personagens ilustres da história do país. Pesquisas feitas pela prefeitura mostram que a casa reúne elementos da arquitetura urbana e rural portuguesa, com vedações em adobe e cunhais de madeira. No interior se destacam a escada com balaústres em jacarandá, forros decorados do segundo pavimento, e sobretudo a capela, com a belíssima talha rococó.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212