Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Rodovia reformada por R$ 91 mi desmorona antes da entrega em Ribeira - Jornal Brasil em Folhas
Rodovia reformada por R$ 91 mi desmorona antes da entrega em Ribeira


Um trecho de 34,9 quilômetros da rodovia Sebastião Ferraz de Camargo (SP-250), entre os municípios de Apiaí e Ribeira, no sudoeste paulista, acabou de ser recuperado e já está desmoronando.

Inspeção realizada por técnicos da prefeitura de Ribeira apontou ao menos dez pontos de erosões, deslizamentos, ruptura no sistema de drenagem e falhas no asfalto ao longo do trecho. A estrada liga o sudoeste paulista ao nordeste do Paraná e, em 2014, antes das obras, foi considerada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) a pior rodovia do Estado de São Paulo.

De acordo com o prefeito de Ribeira, Jonas Dias Batista (PSDB), a reforma da estrada não resistiu à primeira chuva forte. Mesmo assim, a empreiteira considerou a obra concluída e retirou as máquinas. Um documento com o relatório da vistoria e fotos dos locais avariados foi encaminhado à Secretaria de Logística e Transportes do Estado e à Assembleia Legislativa.

As evidências dispostas no levantamento explicitam que as obras não atendem às necessidades dos municípios e tampouco aos padrões de qualidade, considerando que, em todo o trecho, havia registro de problemas antes mesmo da entrega final da obra, afirma o relatório assinado pelo prefeito.

A reforma do trecho custou R$ 91,3 milhões, o que dá média de R$ 2,6 milhões por quilômetro. Conforme o prefeito, já há pontos de interdição parcial na estrada por falhas construtivas. As escadas de contenção que ficam nos morros, que deveriam aliviar o impacto das enxurradas, foram feitas de modo que causa efeito contrário, acelerando as erosões, disse. A Ellenco, empresa líder do consórcio contratado para a obra, informou que as chuvas destruíram partes da estrada e novas intervenções não estavam previstas em contrato, dependendo ainda de projetos que devem ser providenciados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão da Secretaria que administra a rodovia.

O DER informou que o trecho corresponde ao lote 3 do pacote de obras para a modernização da rodovia entre Capão Bonito e a divisa com o Paraná. Dos quatro lotes, dois foram entregues, mas o lote 3 ainda não foi recebido pelo Estado. Os serviços, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), incluem recapeamento da pista, construção de faixas adicionais, melhoria nos acostamento e nova sinalização.

Conforme o DER, as chuvas torrenciais que atingiram a região entre o fim do ano passado e início deste ano causaram deslizamento de terra e danos no sistema de drenagem, cabendo ao consórcio vencedor da concorrência realizar os reparos, pois a obra ainda não foi considerada concluída. Assim, este órgão estadual já realizou vistoria nos trechos que sofreram danos pelas chuvas e garante que a via será entregue em perfeitas condições aos usuários, em conformidade com o projeto contratado, informou em nota.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212