Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Prefeitura de BH fecha o ano com déficit orçamentário de R$ 319 mi - Jornal Brasil em Folhas
Prefeitura de BH fecha o ano com déficit orçamentário de R$ 319 mi


A prefeitura de Belo Horizonte fechou o ano de 2017 com um déficit orçamentário de 319 milhões de reais. Porém, começou o ano de 2018 com 70 milhões de reais em caixa. O secretário municipal de planejamento, orçamento e gestão, André Reis, explicou que o déficit é resultado de despesas exercidas no ano de 2017, das quais, a arrecadação foi feita em anos anteriores.

Ele explica que o orçamento é calculado anualmente, por esse motivo, o que foi gasto em 2017 entra no cálculo do ano, mesmo que a verba pata tal despesa tenha sido recebida em ano anterior. Por isso gera esse déficit. Quanto aos 70 milhões em caixa, o secretário explicou que esse valor é referente ao que o município tinha em caixa no fechamento do ano.

O secretário municipal de fazenda Fuad Noman, contou que esse valor já é maior agora uma vez que o município já arrecadou tributos em 2018. Em comparação com 2016, a receita total do município de Belo Horizonte caiu 5,2%. Noman afirmou que essa queda se deve ao fato de a prefeitura não negociou nenhuma receita extraordinária, como por exemplo os depósitos judiciais, manobra que foi utilizada em 2016 pela gestão anterior.

O secretário de fazenda explicou que apesar de ter tido queda na receita ordinária, a receita tributária de Belo Horizonte cresceu cerca de 6%. Segundo ele esse crescimento é resultado dos esforços da gestão atual prefeitura, como a reforma administrativa e a revisão de contratos por exemplo.
As declarações foram dadas em entrevista coletiva à imprensa na manhã desta sexta (23) na Prefeitura de Belo Horizonte, na região Centro-Sul da cidade.

Questionado sobre arrecadação de impostos, o secretário de fazenda Fuad Noman disse que o Estado está em atraso com o repasse do IPVA. Segundo o secretário, no ano passado, na mesma época, o município já tinha recebido cerca de 250 milhões de reais relativos ao IPVA. A realidade atual é um repasse de apenas 120 milhões. A reportagem entrou em contato com o governo, mas ainda não recebeu nenhuma resposta.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212