Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Pampulha terá rota para Nanuque e voos compartilhados - Jornal Brasil em Folhas
Pampulha terá rota para Nanuque e voos compartilhados


Os mineiros ganharão mais uma opção de voo entre Belo Horizonte e o Vale do Mucuri. O programa de aviação regional do governo, que já opera voos do aeroporto da Pampulha para Teófilo Otoni, agora também vai operar para Nanuque. As passagens custarão R$ 700 e já estão à venda. No site que comercializa os bilhetes, a disponibilidade é a partir da próxima segunda-feira.

A diretora de fomento à indústria criativa da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (Codemig), Fernanda Machado, explica que, desde que o programa foi lançado, em agosto de 2016, o destino Teófilo Otoni foi um sucesso, daí a extensão para Nanuque. “Temos trabalhado muito a abrangência dessa região porque sabemos que há uma demanda latente”, destaca.

Com duração de duas horas, o voo sairá da Pampulha para o Vale do Mucuri às segundas-feiras e quartas-feiras à tarde, e retornará terças e quintas, pela manhã. O percurso terrestre exige, em média, dez horas.

O próximo destino já está acertado: Guaxupé, no Sul de Minas. Os voos acontecerão às segundas, quartas e sextas, saindo da capital pela manhã e retornando à tarde.

“Vamos começar assim que a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) liberar as condições de segurança do aeroporto”, afirma Fernanda. A homologação para receber os voos está sendo conduzida pela prefeitura da cidade.

As duas novas rotas fazem parte de um processo de remodelagem do programa Voe Minas. Além delas, a Codemig integrou cidades em uma única operação. Um mesmo voo pousará em Viçosa, Manhuaçu e Caratinga; e outro atenderá Poços de Caldas, Varginha e Pouso Alegre.

O projeto sempre passa por essa estratégia de remodelagem. Segundo Fernanda, desde o início, ficou claro que haveria revisão onde a demanda não respondesse. “Então otimizamos a demanda para que possamos trabalhar com malhas aéreas complementares, que atendam melhor o Estado”, ressalta a diretora da Codemig.

Os voos para a cidade de Ubá, na Zona da Mata mineira, foram descontinuados. O município não apresentou procura e média de ocupação suficientes para sustentar a manutenção da rota.

Surpresa

Ocupação. O Projeto de Integração Regional (Pirma) foi criado para fomentar a ligação aérea no interior. A diretora da Codemig Fernanda Machado comemora a ocupação entre 40% e 50%.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212