Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Othon de Carvalho Material Elétrico aumenta área de venda - Jornal Brasil em Folhas
Othon de Carvalho Material Elétrico aumenta área de venda


A mineira Othon de Carvalho Material Elétrico fez 70 anos no dia 2 de fevereiro com a abertura de um novo prédio de sete andares e planos de continuar crescendo. “Na crise, expandimos a área em 2.000 m² com o prédio novo, que começou a funcionar neste ano. A obra durou o tempo da crise, três anos. A ideia é continuar expandindo. Já temos um projeto em estudo para uma nova expansão, vai depender do mercado”, conta o gerente de marketing Rodrigo de Carvalho, 47, neto do fundador Othon de Carvalho.

Sempre pensando em fazer crescer e perenizar o negócio familiar, Carvalho conta que a área total da empresa na rua Tupis, no Barro Preto, em Belo Horizonte, passou de 10 mil m² para 12 mil m² com o novo prédio. “A área nova do autosserviço aumentou 600 m²”, calcula o executivo.

Carvalho destaca que o autosserviço está instalado no primeiro andar do novo prédio. “Temos 30 vendedores para o autosserviço e 30 vendedores no segundo andar responsáveis pelo atacado, televendas e construtoras”, informa o executivo.

Carvalho também destaca o quinto andar, que ficou reservado para a área de televendas com a duplicação da capacidade de atendimento. “O sexto andar ficou para as áreas de TI e de marketing, o escritório e a sala de reuniões. No sétimo andar temos um auditório com salão de eventos para ministrar cursos para os funcionários e também para eletricistas e representantes”, conta.

Mercado e funcionários. Com 150 fornecedores e mais de 5.000 m² de produtos em estoque, a Othon de Carvalho disponibiliza 20 mil de itens para venda e de diferentes tipos: elétrico, hidráulico, cabeamento estruturado, ferramentas, iluminação e utilidades domésticas.

Hoje, no complexo de construções da empresa, trabalham 280 funcionários. Eles estão distribuídos entre as áreas de separação de produtos, expedição, entrega, departamento financeiro, escritório, setor de compras, vendas, almoxarifado, TI, marketing, administração, departamento pessoal e direção.

“Chegamos a ter 330 funcionários, mas, com a crise, o quadro baixou nos últimos anos. Neste ano, devemos voltar a contratar por conta dos sinais de melhoria que a economia já tem mostrado”, informa Carvalho.

Diferenciais

- De acordo com o gerente de marketing da empresa, Rodrigo de Carvalho, a Othon de Carvalho é uma loja de material elétrico capaz de atender muito bem outros segmentos do mercado, como hidráulico e de ferramentas.

- “O cliente vem aqui e encontra quase tudo no básico para uma obra de construção com um preço muito competitivo no mercado e tudo concentrado num ponto só”, diz Carvalho.

- A logística e o estoque estão concentrados num único lugar. Além disso, são dois estacionamentos.

Othon de Carvalho, fundador da empresa que leva o mesmo nome, nascido no sertão da Bahia, em Bonfim, veio para Belo Horizonte em busca de emprego. “Ele passou fome, foram anos difíceis, ele não tinha nem lugar para dormir”, conta Rodrigo Carvalho sobre o avô. Autodidata, Othon estudou eletricidade sozinho e trabalhou como eletricista em edifícios da capital. “Depois, ele viu que ganhava pouco e começou a comprar materiais de representantes de elétricas em BH e a estocar, no barracão em que ele morava, para revender. Ele vendia e instalava as peças que comercializava”, acrescenta.

O negócio deu tão certo que Othon começou a montar uma equipe de eletricistas. Chamou o irmão Onaldo, que estava na Bahia, e fizeram uma sociedade com o amigo Sérgio.

A primeira loja foi numa área de 56 m² com nove empregados no centro, em 1948. “Meu avô comandou a loja com o irmão, depois ficou doente e precisava de alguém na família para tocar o negócio. Como dois dos filhos – Márcio e Othon (são sócios-proprietários), estavam se formando em arquitetura, o Paulo César, que tinha entrado com 16 anos para trabalhar, assumia a empresa aos 19 anos. Ele pegou a chave das mãos do pai, que estava falecendo. Até hoje, meu tio Paulo César, de 74 anos, está no comando da Othon de Carvalho, há 55 anos”, conta Rodrigo.


 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212