Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Várias manifestações da extrema direita e antifascistas na Itália - Jornal Brasil em Folhas
Várias manifestações da extrema direita e antifascistas na Itália


Manifestações de movimentos de extrema direita e de militantes antifascistas estão previstos para este sábado sob forte esquema de vigilância de norte a sul da Itália, especialmente em Roma, Milão e Palermo, uma semana antes das eleições legislativas de 4 de março.

Três mil policiais foram mobilizados na capital italiana para monitorar duas passeatas e três sit-ins organizados na parte da tarde pela esquerda e extrema direita e que poderiam reunir 20 mil pessoas.

A maior manifestação romana, convocada pela associação nacional dos partidários da Itália, pretende protestar contra o racismo e o fascismo, sob o slogan nunca mais fascismo. O ex-chefe de governo Matteo Renzi, que lidera o Partido Democrata no poder, deve participar do evento, ao lado de grandes sindicatos italianos.

Outra marcha antifascista liderada por um sindicato de extrema esquerda protestará especificamente contra a Lei do Emprego, uma reforma emblemática do governo Renzi lançada em 2014, com o objetivo de liberalizar o mercado de trabalho, facilitar a demissão e encorajar a contratação.

Em Palermo, na Sicília, o líder do grupo de extrema direita Forza Nuova, Roberto Fiore, manifestará no final do dia contra a agressão de um membro local do movimento, espancado na terça-feira por homens mascarados. Duas horas antes, em outra parte de Palermo, ativistas do movimento de extrema esquerda Potere al popolo (poder para o povo) faaão uma passeata.

Em Milão, o líder da Liga do Norte, Matteo Salvini, também estará nas ruas. Este partido de extrema direita se aliou com a direita de Silvio Berlusconi para as próximas eleições parlamentares, ao lado de Fratelli dItalia. Ao mesmo tempo, na capital econômica da Itália, o líder do Casapound, movimento neofascista, também tentará atrair os holofotes.

Um protesto também está previsto em Brescia (norte), onde um centro local de extrema esquerda foi incendiado na madrugada de sexta-feira.

Em 3 de fevereiro, um militantes de extrema direita feriu a tiros seis africanos após o assassinato de um jovem viciado em drogas pelo qual vários nigerianos foram presos. Desde então, incidentes violentos entre antifascistas e militantes de extrema direita têm aumentado à margem da campanha eleitoral italiana. Três pessoas ficaram feridas na quinta-feira em Turim (nordeste) em confrontos entre policiais e manifestantes antifascistas.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212