Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA prometem pressão máxima sobre a Coreia do Norte Norte - Jornal Brasil em Folhas
EUA prometem pressão máxima sobre a Coreia do Norte Norte


O governo dos Estados Unidos advertiu neste sábado Pyongyang que exercerá uma campanha de pressão máxima para uma desnuclearização da península, enquanto a filha do presidente americano, Ivanka Trump, assistia à final da competição de Snowboard Big Air dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Ivanka, vestida com um macacão de neve vermelho e um gorro dos Estados Unidos, sentou ao lado de Kim Jung-sook, mulher do presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e as duas fizeram selfies juntas.

Segundo um porta-voz da Casa Branca, a filha de Donald Trump se reunirá com vários atletas e representantes do Comitê Olímpico Internacional.

Ivanka Trump chegou na sexta-feira à Coreia do Sul, onde representará os Estados Unidos na cerimônia de encerramento da 23ª edição dos Jogos de Inverno.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, que também integra a delegação americana em Pyeongchang, afirmou que o presidente americano Donald Trump não se mostrará nem brando nem frágil a respeito da Coreia do Norte, apesar da aparente distensão de Pyongyang desde o início dos Jogos de Inverno.

Vamos continuar uma campanha de pressão máxima. As últimas sanções foram as mais duras que adotamos contra a Coreia do Norte, declarou Sanders à imprensa.

A funcionária afirmou que Washington vai manter esta linha.

Tomara que vejamos uma mudança por parte dos norte-coreanos para começar a desnuclearizar a península porque isto é o que queremos, disse.

Na sexta-feira, o presidente americano anunciou novas sanções para isolar ainda mais a Coreia do Norte.

Estas medidas apontam para mais de 50 companhias e navios que, segundo o Executivo americano, ajudam Pyongyang a eludir as sanções já impostas.

Hoje lançamos as mais severas sanções que já foram impostas a um país, afirmou Trump em um longo discurso na conferência CAPC, a grande reunião anual dos conservadores americanos.

Espero que haja algo positivo, veremos já, acrescentou.

Se as sanções não funcionarem, teremos que ativar a segunda fase. A fase dois poderia ser muito dura, adiantou, sem desenvolver a ideia.

O objetivo dessas sanções é continuar cortando as fontes de renda e petróleo que o regime utiliza para financiar seu programa nuclear e armamentista, segundo a Casa Branca.

Pyongyang enviará no domingo uma delegação oficial de oito membros, liderada pelo general Kim Yong Chol, para a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Mas a a Casa Branca descartou a possibilidade de uma reunião entre as delegações americana e norte-coreana. Na cerimônia de abertura das Olimpíadas, o líder norte-coreano Kim Jong-Un enviou sua irmã Kim Yo Jong, que ficou a poucos metros do vice-presidente americano Mike Pence.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212