Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Denarc prende oito suspeitos de tráfico interestadual de drogas e apreende 50 quilos de maconha - Jornal Brasil em Folhas
Denarc prende oito suspeitos de tráfico interestadual de drogas e apreende 50 quilos de maconha


Oito pessoas foram presas e mais de 50 quilos de maconha, apreendidos em operação deflagrada pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) na noite desta quinta-feira (22) e manhã desta sexta-feira, dia 23, no Setor Vera Cruz, em Goiânia. Os suspeitos são investigados por abasteceram traficantes tanto na capital goiana como em cidades do nordeste do país.

Segundo o delegado adjunto da delegacia especializada, Fernando Gama, as investigações duraram quatro meses. Cada uma tinha uma função, como financiar a compra da droga ou distribuir a maconha em táxis. “Esse grupo montava um consórcio para trazer grande quantidades de drogas. Os traficantes se uniam, cada um dava uma quantia de dinheiro e esses presos buscavam a droga e organizavam o esquema em Goiânia”, contou.

Os mais de 50 quilos de droga foram apreendidos na noite de quinta-feira, na casa de Edson Cristino de Souza, preso em flagrante juntamente com o taxista Saimon Dias, que transportaria a droga, e Maxuel Silveiro de Morais Júnior, apontado como proprietário da droga e um dos líderes da quadrilha. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Maxuel já era alvo de mandado de prisão preventiva.

Na manhã de sexta-feira, a polícia cumpriu os mandados de prisão em desfavor de Daniel Reis de Pádua, apontado como comparsa de Maxuel na coordenação do esquema, a esposa dele, Dandara Horrane Gomes, que auxiliava nas ações criminosas, além do taxista César de Lima, que seria um dos responsáveis pelo transporte da droga.

Renato Barbosa de Souza, suspeito de financiar a compra da droga, e Ademar Alves, sócio de Maxuel em um escritório de fachada para encobrir o crime também foram presos. De acordo com o delegado, os presos levavam uma vida de padrão médio. “Daniel e Maxuel moravam em casas com piscina e os demais tinham uma vida tranquila, com carros sempre novos”, apontou.

Comunicação Polícia Civil


 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212