Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Partido de Merkel valida acordo de governo - Jornal Brasil em Folhas
Partido de Merkel valida acordo de governo


O partido conservador da chanceler alemã Angela Merkel, a CDU (União Democrata-Cristã), validou nesta segunda-feira o projeto de governo de coalizão com os social-democratas.

O contrato de coalizão foi aprovado com 27 votos contra de um total de 975 delegados presentes e todos os outros a favor desta aliança, anunciou após a votação dos delegados do movimento conservador Armin Laschet, um dos líderes do partido.

Para selar a aliança ainda falta a aprovação dos militantes social-democratas por meio de uma consulta cujos resultados serão anunciados no domingo.

Os quase mil delegados da CDU, partido predominante da centro-direita da Alemanha, estavam reunidos desde o início da manhã.

O acordo encerrou quatro meses de incertezas na Alemanha, após as legislativas de setembro, que não tiveram um vencedor claro, mas confirmaram o avanço da extrema-direita e uma crescente fragmentação do panorama politico.

Mas o preço político para a chanceler por esta aliança - a única possível pera constituir uma maioria na Câmara - é muito elevado.

Para convencer o reticente SPD, Angela Merkel teve que ceder o ministério das Finanças, considerado pelos conservadores o fiador do rigor orçamentário na Alemanha e na zona do euro.

A ala mais à direita da CDU considerou a concessão um excesso e criticou a guinada centrista, no seu entender, adotada pela chanceler.

Para desativar a revolta desta parte da CDU, Merkel anunciou no domingo que o líder da ala mais à direita do partido, Jens Spahn, será o ministro da Saúde.

Sua presença deve refletir o fato de que o partido é plural, explicou a chanceler.

Aos 37 anos, Spahn, o opositor interno mais visível de Merkel, afirma que a CDU se tornou muito social-democrata.

Spahn, que já manifestou sua afinidade ideológica e de geração com o jovem chanceler austríaco Sebastian Kurz, que governa com a extrema-direita em seu país, defende uma política conservadora, especialmente em temas identitários e de imigração.

A mudança de direção foi rejeitada por Merkel, que deseja manter seu partido no centro do tabuleiro político.

Durante o congresso, Merkel pretende nomear como número dois do partido uma de suas aliadas mais leais, Annegret Kramp-Karrenbauer, de 55 anos.

A designação representaria o início da preparação da era pós-Merkel.

Annegret Kramp-Karrenbauer, católica, que governava até agora o pequeno estado regional de Sarre, tem posições mais conservadoras que as de Merkel.

Mas isto será suficiente para tranquilizar os rebeldes da CDU?

A promoção de Jens Spahn pode revelar-se um presente envenenado, com a obrigação do silêncio pelo dever de reserva imposto aos ministros.

É o pior castigo imaginável, ironizou o presidente do partido Alternativa para a Alemanha (AfD, extrema-direita, 13% dos votos nas legislativas de setembro), Jörg Meuthen.

Os outros cinco possíveis futuros ministros da CDU no governo de Merkel - caso os militantes do SPD aprovem a coalizão - são todos leais a Merkel.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212