Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Imigrantes comemoram Ano Novo chinês com diversas atrações em São Paulo - Jornal Brasil em Folhas
Imigrantes comemoram Ano Novo chinês com diversas atrações em São Paulo


A comemoração do Ano Novo chinês atraiu hoje (25) uma multidão ao tradicional bairro da Liberdade, que concentra grande número de imigrantes chineses e japoneses em São Paulo. O Ano Novo chinês começou em 16 de fevereiro. No horóscopo asiático, 2018 é o Ano do Cachorro, que simboliza lealdade, honestidade, fidelidade e constância.

No local, os visitantes encontraram barraquinhas onde podiam aprender como escrever seu nome em chinês, fazer artesanato e ainda apreciar a comida típica daquele país. Apresentações de lutas marciais, música e de dança, como as do Leão e do Dragão, também fizeram parte da programação durante todo o domingo.

“Já conhecia a Liberdade, mas é a primeira vez que estou na celebração. Apesar de muito cheio, achei muito interessante as apresentações. Gostei do evento”, elogiou a gerente de recursos humanos Rose Tavares.

Pelo quarto ano seguinte na festa, a professora Ana Paula Silva disse que aprecia muito o evento. “Gosto muito da festa. Só achei estranho este ano ser em um dia só, mas ano que vem estarei aqui de novo”.

Para os chineses, a festa significa a manutenção de tradições e faz lembrar o país de origem. “Para chineses e japoneses, que têm costumes parecidos, a festa deixa a gente se sentir mais em casa”, afirmou a estudante Eva Zhang, que veio da cidade de Hunan, no interior da China e está há 3 anos em São Paulo.

Festival das Lanternas

Além da comemoração na Liberdade, em outros pontos da cidade houve comemoração para a chegada do Ano Novo chinês. No Templo Zu Lai, em Cotia, na região metropolitana de São Paulo, a celebração contou com apresentações de dança, aulas de origami e de caligrafia chinesa e barracas com comidas típicas.

No Parque Ibirapuera também teve apresentação das tradicionais danças do Leão e do Dragão, show do cantor chinês Su Yang e desfile de trajes típicos, oficinas de caligrafia e de mandarim. O Festival das Lanternas acontece no fim do dia, encerrando a comemoração. As lanternas são acesas para atrair prosperidade e boa sorte.

Edição: Armando Cardoso

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212