Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Imprensa defende mandato ilimitado para Xi Jinping; redes sociais criticam - Jornal Brasil em Folhas
Imprensa defende mandato ilimitado para Xi Jinping; redes sociais criticam


A propaganda estatal chinesa entrou em ação nesta terça-feira para defender a proposta do Partido Comunista de conceder um mandato ilimitado ao presidente Xi Jinping, um projeto muito criticado nas redes sociais, apesar da censura drástica no país.

O Partido Comunista da China (PCC) apresentou a proposta de suprimir da Constituição do país o limite de dois mandatos presidenciais, o que permitiria a Xi, presidente da República Popular desde 2013, permanecer à frente do regime pelo tempo que desejar.

O projeto de mudança constitucional, anunciado no domingo, provocou muitas reações incrédulas, críticas e comentários indignados nas redes sociais chinesas.

Apesar da rapidez com que a censura suprime as mensagens negativas, muitos internautas expressaram o descontentamento nesta terça-feira na plataforma de microblogs Weibo.

Patético! 1,3 bilhão de habitantes e ninguém resiste, lamentou um internauta.

E pensar que havia sonhado com a possibilidade de escolher um presidente uma vez em minha vida, criticou outro.

Longa vida ao comandante Mao!, ironizou um internauta em uma mensagem retirada, mas visível, na página Free Weibo.

Vivemos a avidez imperial, o medo do poder autoritário e, 100 anos depois, nada mudou, afirmava outra mensagem censurada.

A censura bloqueou expressões como eu me oponho, rei autoproclamado, mandatos consecutivos ou Winnie the Pooh, personagem de desenho animado com o qual Xi Jinping é comparado.

O China Daily, jornal oficial em língua inglesa, defendeu o fim do limite dos mandatos presidenciais, ao considera a medida necessária para aperfeiçoar o sistema de governo do Partido e do Estado.

O jornal elogiou as conquistas econômicas e políticas conquistadas com a firme direção do PCC, que poderia sair reforçada com esta medida.

A propaganda oficial argumenta que a reforma permitira harmonizar o estatuto presidencial com o de secretário-geral do PCC, sem limites.

Para o Global Times, jornal oficial de ideias nacionalistas, a mudança constitucional representa uma nova era do socialismo chinês.

Desde a chegada ao poder de Xi Jinping no fim de 2012, a nova equipe de governo (...) aprofundou as reformas de maneira exaustiva e magnífica, insiste a publicação, que critica o sistema democrático ocidental.

Em regiões cruciais do Ocidente, o sistema de valores desmorona. A democracia (...) está em plena decomposição ali. Nosso país não tem que ser perturbado pelo mundo exterior.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212