Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Reclamações sobre serviços de telecomunicações caem 17,5% em janeiro - Jornal Brasil em Folhas
Reclamações sobre serviços de telecomunicações caem 17,5% em janeiro


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou em janeiro redução de 17,5% no número de reclamações de usuários de serviços de telecomunicações, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados, divulgados hoje (28) pela Anatel, mostram que em janeiro foram registradas 270,7 mil reclamações, 57,5 mil a menos do que em igual mês do ano passado.

A telefonia móvel apresentou a maior queda, de 21,3%, com 34 mil reclamações a menos.

Entre os usuários do serviço pós-pago, em janeiro, o maior percentual de queixas foi relativo a cobranças na conta, com 48,03% do total de reclamações. Em segundo lugar, ficaram as queixas relativas às ofertas e promoções (10,20%) e, em terceiro, as relacionadas à qualidade, funcionamento e reparo (10,01%).

Já entre os usuários de aparelhos pré-pagos, o principal motivo de queixa diz respeito a problemas com crédito, que totalizaram 44,51%. Em seguida aparecem reclamações relativas a ofertas e promoções (18,63%). Já as queixas sobre qualidade, funcionamento e reparo representaram 14,57% do total.

A telefonia fixa apresentou redução de 16,9%, como 12,6 mil queixas a menos. As reclamações sobre cobrança aparecem em primeiro lugar, com 36,74%; seguida das queixas sobre qualidade, funcionamento e reparo, com 23,91%, e sobre cancelamento, com 9,08%.

Já a TV por assinatura registrou 3,7 mil queixas a menos, redução de 9%. O item relativo a cobranças, mais uma vez, aparece na frente com 44,44%. O bloqueio ou suspensão do serviço aparece como o segundo motivo de queixa dos usuários do serviço, com 11,57% das reclamações; qualidade, funcionamento e reparo representaram 10,16% das queixas.

No serviço de banda larga fixa, houve redução de 15%, com 7,7 mil reclamações a menos. Qualidade, funcionamento e reparo foram os principais motivos de queixas dos usuários, com 45,98%; seguido de reclamações relativas à cobrança, com 22,42% das queixas, e à instalação ou ativação do serviço (9,04%).

Empresas

Segundo a Anatel, tanto na telefonia móvel quanto na telefonia fixa, quase todos os grupos acompanhados individualmente pela Anatel apresentaram redução nas reclamações em janeiro na compração com o mesmo mês de 2017.

A exceção foi a TIM, que registrou um pequeno aumento. Foram 500 reclamações a mais que no mesmo período do ano passado, um aumento de 0,9%.

Na telefonia móvel, a Vivo apresentou a maior redução no número de queixas. Foram 19,5 mil reclamações a menos, queda de 43,5%. Em seguida vem a Nextel, com menos 4,8 mil reclamações, redução de 43,2%. A Claro aparece em terceiro, com diminuição de 7,4 mil, redução percentual de 22,9%.

A Oi apresentou uma redução de 13,7%, com menos 2,7 mil queixas de clientes sobre o serviço. A operadora apresentou a maior redução nas queixas sobre telefonia fixa, uma queda de 19%, com 7,6 mil reclamações a menos. Em seguida aparece a Vivo com redução de 4,1 mil nas reclamações (queda de 17,4%) e a NET, com menos 1,3 mil reclamações (recuo de 14,5%).

No caso da TV por assinatura, com acréscimo de 1,6 mil reclamações (12,7% a mais), a Sky foi o único grupo que registrou aumento nas queixas em janeiro de 2018 em relação ao mesmo mês do ano passado, de 12,7 % (acréscimo de 1,6 mil reclamações).

Edição: Juliana Andrade

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212