Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mortes por resistência à ação policial crescem 57% em janeiro no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Mortes por resistência à ação policial crescem 57% em janeiro no Rio


No mês de janeiro de 2018, o número de mortes decorrentes de oposição à intervenção policial, antes chamados autos de resistência, aumentou 57,1% no estado do Rio de Janeiro na comparação com janeiro de 2017. O número de mortes causadas pela polícia subiu de 98 para 154. Os dados foram divulgados hoje (28) pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) com base nos registros de ocorrência feitos nas delegacias de Polícia Civil.

Na comparação anual, houve redução de 2,1% nos homicídios dolosos no estado, com 469 casos em janeiro de 2018. Considerando todos os crimes de letalidade violenta, que incluem homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e homicídios decorrentes de oposição à ação policial, o aumento foi de 7,6%, com um total de 649 no mês passado. Quanto ao número de policiais mortos em serviço, janeiro teve duas vítimas a mais do que o primeiro mês de 2017, com seis casos.

Nos crimes contra o patrimônio, foram registrados 5.286 roubos de veículo em janeiro, aumento de 25,7%. Os dados também apontam 11.770 furtos em geral, três roubos a banco, dez a caixa eletrônico, 596 roubos a estabelecimentos comerciais, 108 a residências, 7.829 roubos a transeunte, 977 roubos de carga e 1.070 roubos em coletivos.

Os indicadores de produtividade policial mostram que houve aumento de 5,6% no número de armas apreendidas, com um total de 790 no mês. Foram feitas 1.793 apreensões de droga, 5,2% a mais do que em janeiro de 2017. Em janeiro,3.695 veículos foram recuperados, 17,3% a mais do que o mesmo período do ano anterior. Foram cumpridos 999 mandados de prisão, crescimento de 5%.

Foram registrados 409 estupros no mês, além de sete feminicídios e 30 tentativas de feminicídio.

Segundo o instituto, a Polícia Civil paralisou algumas atividades nos primeiros meses do ano passado, o que acarretou a subnotificação de alguns tipos de delitos no período. Portanto, algumas comparações temporais podem estar atípicas. No entanto, os registros de Letalidade Violenta e Roubo de Veículo não foram afetados, segundo a corporação.

Edição: Luana Lourenço

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212